Mundo Operário

LUTA MECANO FABRIL

Avançar na luta da Mecano se espelhando na luta da Mabe

sexta-feira 19 de fevereiro de 2016| Edição do dia

A Mecano Fabril lucrou milhões nos últimos anos e hoje assume um discurso de crise profunda. A empresa diz que não tem dinheiro para pagar os salários atrasados e comprar matéria-prima. Se for levar em conta este discurso do patrão a empresa tá falindo. Mas com uma simples pesquisa na internet podemos encontrar informações sobre as fazendas Mecano Fabril no Paraná. Além de industrial o patrão também é um fazendeiro e dos grandes. Uma delas se chama fazenda Canada, produz milho, trigo e soja para exportação e tem parceria com a Cargill Agrícola que cresceu 20% em 2015, com lucro de 512 milhões de dólares. Será que ele tem dinheiro? A empresa tá falindo ou isso é um projeto muito bem pensado? Não sabemos até o fim, por isso não basta a patronal falar, ela tem que provar! É preciso exigir a abertura dos livros de contabilidade e ter certeza exatamente o que a fábrica ganhou, deixou de ganhar e para onde o dinheiro está indo.

São mais de dois anos sem depositar o FGTS, três meses de salários atrasados, 17 dias de greve e a empresa simplesmente diz que não tem dinheiro. Achamos que é necessário avançar ainda mais na luta para garantir o pagamento imediato dos salários. Esta greve pode ficar ainda mais forte se os trabalhadores e o sindicato votarem nesta assembléia medidas como um ato no centro de Osasco, fechamento de avenida e rodovia, assembléia no chão de fábrica, etc.

E se o patrão decretar falência e fechar a fábrica? Façamos como os trabalhadores da Mabe do Brasil Eletrodomésticos que ocuparam as fábricas da empresa em Campinas e Hortolândia. Se fechar, devemos lutar pela estatização da fábrica sob controle operário.




Tópicos relacionados

Mundo Operário

Comentários

Comentar