Gênero e sexualidade

COTAS TRANS

Audiência Pública por Cotas Trans ocorrerá na UFABC na próxima semana

Como parte do 3º Festival de Diversidade Sexual organizado pelo coletivo Prisma da UFABC, na terça-feira (26) ocorrerá uma audiência pública para debater cotas para o ingresso de pessoas transsexuais na universidade. Após a importante vitória da implementação de placas nos banheiros da universidade reforçando o uso por pessoas pela sua identidade de gênero, o coletivo decidiu seguir a luta em defesa da população trans.

quinta-feira 21 de setembro| Edição do dia

Segundo o coletivo: "Esta Audiência Pública surge como forma de legitimar o projeto de Coletivo LGBT Prisma juntamente com a Proap afim de se criar Cotas / Reserva de Vagas na UFABC para pessoas transgêneras, travestis e Transexuais. A agenda da Prisma pretente votar e oficializar as cotas para esta população no primeiro semestre de 2018. A UFABC entrará na historia como a primeira universidade federal do Brasil a ter cotas para para pessoas transgêneras, travestis e Transexuais, tanto na graduação quanto na pós graduação".

O Brasil que é lider no hacking de transfeminicidios do mundo, não apresenta nenhuma estatística sobre a escolaridade das pessoas trans. Segundo dados internacionais, 90% da população trans está destinada a prostituição compulsória, uma consequência da exclusão do ensino, do mercado de trabalho e de muitos direitos negados. No evento do Facebook, o coletivo complementa: "Cotas para travestis e transexuais não são privilégios. Não é porque essas pessoas são menos competentes que outras. É que o preconceito que elas sofrem é tão absurdo, a humilhação e a segregação são tão explícitas, que algo prático deve ser feito além de inúteis lamentos. Quantas professoras travestis nós conhecemos? Quantos vendedores? Motoristas? Médicos? Advogados? Elas são rejeitadas por uma sociedade e não conseguem emprego formal, e daí vem a necessidade da atuação do poder público para inseri-las no mercado de trabalho".

A Audiência Pública contará com a presença de Symmy Larrat, Coordenadora Nacional LGBT da Secretária de Direitos Humanos da Presidente da República e Coordenadora do Projeto Transcidadania. Carolina Gerassi, advogada especializada em Direitos Humanos. Lann Mattos, Coordenador Nacional do IBRAT e Regimeire Maciel, professora de políticas públicas da UFABC.

Confirme sua presença no evento.
Confira toda a Programação do 3 Festival de Diversidade Sexual da UFABC.




Tópicos relacionados

LGBT   /    Gênero e sexualidade

Comentários

Comentar