Cultura

CULTURA EM FRANGALHOS

Ator bolsonarista assumirá a Secretária da Cultura

Com a saída da defensora da ditadura, Regina Duarte – que assumirá a direção da Cinemateca – o caminho está aberto para o bolsonarista Mario Frias assumir a Secretária da Cultura.

quinta-feira 21 de maio| Edição do dia

Imagem: Jornal de Brasília

Depois da escandalosa entrevista que Regina Duarte deu à CNN, em que minimizou, riu e fez piadas sobre as mortes praticadas por militares na época ditadura militar, a ex-global sai da direção da Secretária Especial da Cultura. O cargo já foi ocupado por 4 diferentes titulares. Agora, o próximo a assumir a direção será Mario Frias, também ex-global e bolsonarista declarado.

Durante entrevista para a CNN, para exatamente comentar sobre o ocorrido na emissora com Regina Duarte, Mario Frias faz demagogia dizendo que as pessoas que tem acesso a informação hoje “estão pouco preocupadas com os fatos e as verdades”. O engraçado é que a própria eleição de Jair Bolsonaro já foi regada por fake news e hoje vivemos lado a lado com uma ideologia medieval que vai desde a
Teoria da Terra plana até que o COVID-19 é uma simples gripezinha. “Gripezinha” essa que já matou mais de 18 mil pessoas mais as subnotificações (dados até o momento da redação do texto). Percebe-se assim que Frias é um apoiador e seguidor dos métodos de fake news para confundir a população dos verdadeiros fatos da realidade que o país vive hoje diante do governo de Bolsonaro.

Na mesma entrevista o ex-global diz ver que, diante do governo Bolsonaro, acha que o Brasil finalmente pode vir a ser um país respeitado internacionalmente, com uma “democracia forte e consolidada” e de que Bolsonaro nunca defendeu o AI-5 e a intervenção militar. Mario Frias não deve estar participando dos atos de ódio que o presidente veio participando durante esse período de quarentena, ou já usou a entrevista para produzir uma excelente fake news nova para tentar confundir a população. Alega que o presidente não apoia intervenção militar, mas votou no candidato apoiador declarado de torturadores da ditadura militar. Se realmente Frias votou em Bolsonaro “por convicção”, então fica aí a contradição.
Bolsonarista de carteirinha, usa há anos suas redes sociais para defender esse governo reacionário e agora será o quinto nome que assumirá o cargo na secretária durante o governo atual.

Fonte: R7




Tópicos relacionados

indústria cultural   /    cultura   /    Cultura

Comentários

Comentar