Educação

EM PORTO ALEGRE

Ato unificado contra Sartori ocorre nessa sexta-feira em Porto Alegre

A sexta-feira do dia 29/9 promete levar milhares de educadores e servidores às ruas de Porto Alegre. O CPERS e demais sindicatos dos servidores estão chamando um ato unificado de todos os servidores para às 12h no Largo Glênio Peres. O ato ocorre após assembleia estadual dos professores em greve e pode ser que seja em meio a paralisação de outras categorias de servidores.

terça-feira 26 de setembro| Edição do dia

O dia 29 pode ser um ponto de inflexão nessa greve a depender de sua força. Sartori fez uma declaração essa semana com o intuito de enfraquecer a forte greve dos professores do estado, anunciando que pagará primeiro os que recebem menos.

A declaração enfureceu inúmeros setores em luta, bem como o conjunto dos servidores, pois deixou claro que os parcelamentos vão continuar e muitos trabalhadores só receberão seus salários após os primeiros dez dias do mês de outubro. Segundo dirigentes sindicais dos servidores, há possibilidade de parar no dia 29 para fortalecer o ato, bem como iniciar uma greve.

- Veja também, ’transformar a greve dos professores do RS em uma grande causa popular’

O ato do dia 29, portanto, pode ser forte. Nós do Esquerda Diário e do Movimento Nossa Classe soltamos uma nota exigindo que o ato passasse para o período da tarde, para permitir que estudantes, trabalhadores de outras categorias e o conjunto da população porto-alegrense pudesse participar com força deste ato.

Isso, combinado a uma ampla convocação, poderia fazer com que este ato do dia 29 fosse ainda maior. Infelizmente nem a direção central do CPERS nem o comando de greve acataram a proposta. Mas mesmo assim construiremos este ato com força.

A unificação de todos os setores atacados é um passo fundamental no caminho para derrotar Sartori. Por isso chamamos todos a participarem do ato do dia 29, às 12h no Largo Glênio Peres, após a assembleia dos professores que ocorrerá no Gigantinho às 8h30.




Tópicos relacionados

Sartori   /    Porto Alegre   /    Educação

Comentários

Comentar