Juventude

RIO DE JANEIRO

Ato no Rio contra a perseguição aos 23 manifestantes de Junho em 2013 reúne centenas

Centenas de pessoas foram às ruas do centro do Rio protestar contra a condenação dos 23 manifestantes perseguidos por terem participado dos protestos de 2013 e 2014

quarta-feira 15 de agosto| Edição do dia

No início da noite de ontem, centenas de manifestantes se reuniram para lutar contra a perseguição dos ativistas condenados por participarem dos protestos de 2013 e 2014.

Os 23 perseguidos foram condenados pelo juiz Itabaiana com sentenças de 5 a 7 anos de prisão. Na sentença, contém coisas absurdas como o fato de estarem investigando o Bakunin, como foi discutido neste artigo.


O ato contou com participação organizações de esquerda e do coletivo mães de Manguinhos, um coletivo com mães que perderam seus filhos assassinados pela polícia. Também estava presente a mãe do estudante Marcos Vinicius, morto pela polícia na Maré enquanto ia para escola.

Veja um trecho da fala de Bruna, Mãe do Marcos Vinicius:

Mãe do Jonathan, jovem morto pela polícia na favela de Manguinhos em 2014.

Este ato ocorre no mesmo dia que a morte da Marielle completa 5 meses, até hoje sem resposta. Recentemente, houve denuncias que deputados do MDB poderiam estar envolvidos no caso mostrando que o Estado ao mesmo tempo que a justiça ao mesmo tempo que persegue manifestantes, não faz nada contra os assasinos de Marielle.

Pela absolvição imediata dos 23 perseguidos por se manifestarem!

Abaixo a intervenção federal no Rio de Janeiro!




Tópicos relacionados

Jornadas de Junho   /    Rio de Janeiro   /    Juventude

Comentários

Comentar