ATO CONTRA A REFORMA TRABALHISTA

Ato na paulista contra reforma trabalhista, MRT denuncia ausência das centrais

segunda-feira 10 de julho| Edição do dia

Na semana decisiva onde parlamentares corruptos se preparam para impor a reforma trabalhista, centenas de manifestantes realizaram ato nesta segunda-feira contra a reforma trabalhista do governo Temer. Convocado pela Frente Povo Sem Medo, o ato contou com a presença de MTST, setores do PSOL, MRT, Juventude Faísca e do grupo de mulheres Pão e Rosas, entre outros setores e grupos de esquerda e de trabalhadores.

Durante o trajeto – que paralisou a avenida até a chegada na sede patronal da FIESP – alguns bonecos em alusão ao presidente golpista, Michel Temer, foram queimados.

Foi nítida, também, a ausência das centrais sindicais como CUT, CTB e Força Sindical que em nada mobilizaram os trabalhadores para o ato tendo em vista a importância desta semana, repetindo assim o corpo mole e a traição que vêm repetindo a exemplo da organização da ultima greve geral de 30 de Junho, para a qual nada, ou pouco fizeram para paralisar as principais categorias dos trabalhadores do pais.

Ainda há tempo para barrar e anular cada medida de retiradas de direitos que vem impondo Temer e seus lacaios corruptos, por isso exigimos um plano de ação até derrubar as reformas e contribuindo para a auto-organização pela base, com comitês por local de trabalho e estudo que reúnam milhares em todo o país para colocar este plano de ação em prática

Video de depoimento de Guarnieri, metroviário de SP e Pablito, diretor do sindicato dos trabalhadores da USP, ambos militantes do MRT – Movimento Revolucionário de Trabalhadores





Tópicos relacionados

Reforma Trabalhista   /    Governo Temer

Comentários

Comentar