Educação

Ato em frente o Liceu Jardim: Em solidariedade a Juliana Lopes, Contra a lei da mordaça!

Hoje reuniram-se na frente da escola Liceu Jardim em Santo André, professores, ex estudantes e alunos do colégio, em protesto a demissão arbitrária da professora Juliana Lopes no ultimo dia 30, por perseguição ideológica. Já seguindo a linha da reacionária lei da mordaça, vários setores se mobilizaram contra a postura da instituição e pela liberdade de cátedra dos professores.

terça-feira 6 de novembro| Edição do dia

O ato convocado pelo SinproABC também contou a participação de vários setores sindicais, como a APEOESP Santo André, APEOESP central, CUT ABC além do próprio SinproABC, estavam também presentes os deputados Carlos Gianazzi e Toninho Vespoli. O ato em solidariedade da professora Juliana Lopes que foi demitida por perseguição política do colégio já em nome do reacionário escola sem partido.

Saiba mais: Lei da Mordaça: professora é autoritariamente demitida em Santo André

O MRT e o Esquerda Diário também estiveram presentes no ato denunciando o que significa esse projeto de lei e mostrando que quando projetos com esse são colocados em pauta para além de ferir os direitos democráticos dentro da escola são também para poderem aplicar ataques econômicos muito profundos para o conjunto dos trabalhadores e impedir nossa resistência.

Veja fala da professora Maíra Machado no ato hoje em frente o Liceu Jardim:




Tópicos relacionados

Escola sem partido   /    Educação   /    ABC paulista   /    Política

Comentários

Comentar