Juventude

SECUNDARISTAS RIO DE JANEIRO

Ato das escolas do Méier é brutalmente reprimido pela polícia ’Méier Presente’

Estudantes de escolas do Méier, zona norte do Rio de Janeiro, são covardemente reprimidos pela polícia da região durante manifestação pela educação.

sexta-feira 10 de junho de 2016| Edição do dia

Foto: Estudante desmaia pela ação do "Méier Presente", que usou spray de pimenta, socos, chutes e cotoveladas contra os estudantes

O ato dos estudantes das escolas do Méier seguia pela Rua Dias da Cruz cantando em defesa da educação com cartazes e falando da unificação das lutas pela educação, que no Rio de Janeiro seguem fortes há meses, quando foram surpreendidos e brutalmente reprimidos pelo "Méier Presente", um tipo de polícia militar "comunitária".

Wall, estudante do colégio Visconde de Cairú disse: "Eu cheguei e tinha um grupo na frente cantando animado quando do nada as pessoas começaram a se empurrar e comecei a sentir o cheiro, todo mundo tossindo, a polícia deu socos, acertou chutes na costela de um garoto, socos no rosto das pessoas, pessoas correndo e chorando, estudantes desmaiaram. Quando uma das garotas estava desmaiada no chão perguntamos aos policiais se não iam chamar a ambulância e eles disseram que não chamariam, que nós chamássemos os pais desse bando de "vagabundos". Agora estão aqui tentando justificar essa ação nojenta e absurda!"

Depois do ato vários estudantes tiveram que ser encaminhados as Unidades de Pronto Atendimento da região.




Tópicos relacionados

Secundaristas   /    Repressão   /    Rio de Janeiro   /    Juventude

Comentários

Comentar