Internacional

TURQUIA

Atentado deixa ao menos 28 mortos no aeroporto de Istambul

terça-feira 28 de junho de 2016| Edição do dia

Uma dupla explosão deixou pelo menos 28 mortos e mais de 60 feridos na noite desta terça-feira (28) no aeroporto internacional Mustafa Kemal Atatürk, em Istambul, o maior terminal aéreo da Turquia.

A informação sobre o número de mortos foi entregue pelo governador de Istambul, Vasip Sahin.

Nenhum grupo, no entanto, reivindicou a ação até o momento. Nos últimos meses, a cidade foi atingida por atentados feitos por militantes curdos e pela facção terrorista Estado Islâmico.

No Parlamento, Bozdag disse que, por volta das 21h50 (15h50 em Brasília), dois homens armados com fuzis AK-47 trocaram tiros com policiais na entrada do terminal internacional e, em seguida, os autores detonaram os explosivos.

Testemunhas disseram à TV americana NBC que um policial tentou imobilizar um dos homens antes que ele detonasse os explosivos. Nas redes sociais, passageiros publicaram fotos de pessoas feridas dentro e fora do terminal.

A explosão ocorreu em um posto de controle na entrada do terminal. Aeroportos turcos têm áreas de controle de segurança em ambas as entradas dos terminais, além do controle de raio-x nos portões de embarque.

Os feridos foram socorridos em ambulâncias e táxis estacionados no desembarque do aeroporto. O chefe do Crescente Vermelho turco, Kerem Kinik, pediu que a população doe sangue para socorrer os feridos.

Devido ao atentado, os voos previstos para Istambul estão sendo desviados para Ancara e Esmirna, no oeste do país, ou retornando a seus aeroportos de origem.

O voo TK16 da Turkish Airlines, que saiu de São Paulo, pousou no Atatürk às 21h54, quatro minutos depois do horário que as autoridades disseram ter ocorrido o ataque. Não há informações, no entanto, sobre a situação dos passageiros.

Atatürk é o terceiro aeroporto mais movimentado da Europa, atrás de Heathrow, em Londres, e do Charles de Gaulle, em Paris, com mais de 61 milhões de passageiros em 2015 —mais que Guarulhos e Galeão juntos.

Os atentados abalaram o setor de turismo na Turquia, com uma queda do número de visitantes de 28% em abril deste ano na comparação com o mesmo mês de 2015. A queda mensal foi a maior em 17 anos e preocupa o governo.

A Turquia, membro da OTAN (aliança militar ocidental) e da coalizão liderada pelos Estados Unidos que luta contra o EI no Iraque e na Síria, havia intensificado as operações contra a facção na região norte da Síria, com parte da ofensiva para impedir qualquer ampliação do território dos povoados curdos ao sul do país.




Tópicos relacionados

Turquia   /    Internacional

Comentários

Comentar