REFORMA DA PREVIDÊNCIA

Até relatório do Senado nega motivo técnico para a Reforma da Previdência

Nem mesmo os senadores, preocupados com as eleições do próximo ano, estão convencidos pelas mentiras de Temer e da mídia.. Em um relatório com 253 páginas senador Hélio José (PROS-DF) concluiu que não existe déficit da Previdência Social ou da Seguridade Social

segunda-feira 23 de outubro| Edição do dia

O governo golpista de Temer vem tentando justificar um déficit na arrecadação para convencer a população sobre a necessidade da implementação da Reforma da Previdência, divulgando inclusive dados falaciosos como divulgamos anteriormente aqui.

Contudo nesta segunda feira, o senador Hélio José (PROS-DF), apresentou o relatório final da CPI da Previdência, concluindo que “é possível afirmar, com convicção, que inexiste déficit da Previdência Social ou da Seguridade Social". De acordo com o senador os dados apresentados pelo governo contém inconsistências e são imprecisos. Contradizendo as argumentações do governo que vem a tempos alegando a necessidade da Reforma que irá fazer a população brasileira trabalhar até morrer, está relacionado ao déficit previdenciário.

O relatório, aponta que o orçamento previdenciário vem sendo deturpado desde o governo FHC, através de uma Medida Provisória em 2001. No texto também é apontada a dívida ativa de empresas brasileiras que devem milhões (em alguns casos bilhões) à Previdência, mas continuam sendo beneficiadas pelas políticas governamentais (como já apontamos aqui: grandes empresas são as maiores caloteiras da Previdência. Como a corrupta JBS, que possuí uma dívida de 2,4 bilhões com o sistema de Seguridade Social.

Nas próximas semanas o relatório final será votado, os demais senadores que compõe a CPI irão analisar e propor emendas ao texto de Hélio José.

Hélio José por preocupações eleitorais tenta se mostrar "isento" e falar o que os trabalhadores sabem, mas não é a presença de um relatório que deterá Temer, a mídia e os empresários. Para isso é necessário que os trabalhadores se mobilizem para impedir que este ataque brutal seja aplicado, e também exigir que a Reforma Trabalhista seja anulada, para fazer isso é necessário recuperar os sindicatos para a luta de classes, superando a trégua que as grandes centrais e sindicatos tem dado a Temer e seus ataques.




Tópicos relacionados

Reforma da Previdência   /    Governo Temer

Comentários

Comentar