Gênero e sexualidade

TRANSFOBIA

Até dentro do ônibus mais um caso de transfeminicidio! Lady Gaga presente!

Lady Gaga, mulher trans de 30 anos, foi assassinada a facadas nesta madrugada, após uma briga no Cais de Santa Rita no Recife. Exigimos já justiça!

quinta-feira 25 de junho| Edição do dia

O mês do orgulho LGBT dá visibilidade a discussão da opressão e do ódio destinados a esse setor. A maior visibilidade e representatividade, apesar de importante, não impede que crimes, como o ocorrido na madrugada desta quinta, aconteçam.

Lady Gaga, uma travesti com certa de 30 anos, foi esfaqueada na madrugada desta quinta-feira (25), dentro de um ônibus na região central do recife. De acordo com informações Lady Gaga entrou no ônibus já buscando se proteger. Foi atingida por pelo menos seis facadas sendo quatro destas no pescoço. Ela não resistiu aos ferimentos e morreu logo depois.

O suspeito foi encontrado e preso, portando a faca que foi usada para cometer o assassinato. As câmeras de segurança do ônibus, palco da violência, não estavam funcionando. As investigações indicam que o crime foi motivado por ciúmes.

Mais um brutal assassinato que nos deixa perplexos. Pensar num crime motivado por ciúme se contrapõe ao cenário brutal do assassinato. 4 facadas no pescoço, isso é crime de ódio.

Em 2019, pelo menos 124 pessoas trans foram mortas, uma triste estatística que o Brasil lidera. É por isso que, retomando o espírito de Stonewall, exigimos justiça para Lady Gaga já!

Leia também: 28 de Maio: Quem luta pela saúde das mulheres trans?

O discurso do governo Bolsonaro, e de sua ministra Damares, exala cotidianamente o ódio à comunidade LGBT. Desde seu início com o discurso que "meninas usam rosa e meninos usam azul", um ataque direto a identidade de gênero de pessoas trans e não binarias, mas também com falas odiosas que propõe que meninas são abusadas porque não usam calcinhas ou que a única solução contra o assédio seria a abstinência sexual.

É por isso que além de justiça fica a cada dia mais claro que dentro do capitalismo jamais iremos acabar com a LGBTfobia. Esse sistema que ao mesmo tempo que dá certa visibilidade, continua neglicenciando nossas vidas, e incitando o ódio às nossas sexualidades.

Nós do Esquerda Diário nos solidarizamos com amigos e família de Lady Gaga, exigimos justiça por sua morte e punição aos responsáveis. Esse é o país de Bolsonaro e a corja de ministros e secretários, que fazem referência ao nazismo e pregam ideais reacionários.

Por isso e mais tantas outras coisas que levantamos a bandeira fora Bolsonaro, Mourão e os militares. Fora Damares e suas politicas reacionárias.

Leia também: Governo prefere reprimir sexualmente a juventude a solucionar erros do Enem




Tópicos relacionados

Recife   /    Homofobia e Transfobia   /    Recife   /    Gênero e sexualidade

Comentários

Comentar