×

Ataques ao IBGE: pandemia e cortes ameaçam o censo

Censo populacional sofre redução de verba novamente.

segunda-feira 22 de março | Edição do dia

Imagem: Licia Rubinstein / Agência IBGE Notícias

A pandemia, conduzida drasticamente por Bolsonaro e os governadores, vem afetando brutalmente a vida de inúmeros trabalhadores. Aos trabalhadores do IBGE, a situação não é diferente. A ausência de condições básicas para a realização do censo, tendo em vista os sucessivos cortes de verbas, a ausência de condições sanitárias básicas e o estágio de colapso nacional dos sistemas de saúde, gera uma série de problemas para a viabilização do censo esse ano.

Agora, no início de 2021, o Censo populacional, feito pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), perdeu esse ano mais de 90% de sua verba. Será disponibilizado R$ 190,7 milhões já autorizados e outros R$ 50 milhões condicionados a proposta de crédito suplementar.

Antes mesmo do corte, a direção do IBGE já teria de recorrer à doações. A verba disponibilizada é insuficiente para garantir EPIs e segurança aos funcionários em meio a pandemia e o corte torna inviável a realização da pesquisa.

O Censo já foi adiado uma vez devido à pandemia e os cortes desse ano podem levar à um apagão estatístico no país. Os dados recolhidos na pesquisa são essenciais para a formulação de políticas públicas e até mesmo um plano estratégico de vacinação diante da crise sanitária.




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias