×

Permanência estudantil | Assembléia estudantil sobre o Passe Livre reúne dezenas de estudantes na UFF

Com o preço dos transportes, dos alimentos e da vida, em geral, cada vez mais caros, o acesso à universidade e o direito à educação são cada vez mais restritos para uma pequena parte da população, e consequentemente, permanecer na universidade se tornando mais difícil. Nesse sentido, a pauta pelo Passe Livre é muito importante e de interesse do conjunto dos estudantes. Todos ao ato dia 26/05!

Faísca - UFF@faiscarevolucionaria

quarta-feira 11 de maio | Edição do dia

Dezenas de estudantes participaram da assembleia no dia 10/05, no pilotis do Bloco B do Gragoatá, a partir do chamado pelo Movimento UFF pelo Passe, em que nós da Faísca Revolucionária fizemos coro e convocamos com todo peso. A plenária de mobilização pelo Passe Livre reuniu dezenas de jovens, teve a participação de parlamentares do PSOL e de membros da chapa que postulam a Reitoria da UFF, além de outros coletivos de juventude, do movimento negro, representantes de centros acadêmicos e membros do DCE da UFF.

Foto final da plenária

Essa assembleia foi um passo muito importante para que os estudantes tomem nas suas mãos a campanha pelo Passe Livre, e esta seja uma campanha ativa com a participação do conjunto dos estudantes da UFF, mas também da população de Niterói e do estado do Rio de Janeiro.

Dessa forma, nós da Faísca apoiamos proposta de realização de um ato que caminhe da UFF até a prefeitura de Niterói, colocando a importância de que a luta pelo passe livre e do ato do dia 26/05 seja construída nas bases de cada curso através de assembleias e espaços democráticos que os estudantes possam se expressar e passagens em sala, lutando para aprofundar com os estudantes o tema da permanência estudantil. Também fizemos uma exigência para que o DCE da UFF, dirigido pela UJS e pelo PT, construa essa mobilização que foi aprovada pela plenária.

Só conseguiremos garantir o passe livre e outras medidas que garantam a permanência plena como a ampliação da frota e contratação de trabalhadores para o BUSUFF, através de fortes mobilizações. No entanto, estas medidas não podem ser garantidas por fora de uma forte luta contra os cortes, pelo fim do Teto de Gastos e pelo não pagamento da dívida pública, um mecanismo dos capitalistas que drena quase metade de nosso orçamento para o bolso dos banqueiros. Também se faz necessário a abertura do livro de contas no qual a Reitoria mantém em sigilo o orçamento destinado para Universidade. É urgente que a comunidade acadêmica possa conhecer estes dados e decidir os rumos da universidade, para que não sejam os setores mais precários que continuem a pagar pela crise e evadir da universidade.

Veja aqui a fala do Miguel, militante da Faísca e estudante da História:

Nós da Juventude Faisca chamamos a todes a participar do grupo de estudos “Marxismo e Luta de classes” na próxima quinta-feira às 14h30 na sala 510 do Bloco O do Gragoatá.

Para a primeira sessão “Marxismo para os dias de hoje” discutiremos os textos: As Três Fontes e as Três partes Constitutivas do Marxismo de V. Lênin e Sobre a Frente Única de L. Trotski




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias