ABSURDO

Asqueroso do PSL que rasgou placa em homenagem à Marielle agora é deputado estadual

O asqueroso membro do PSL, Rodrigo Amorim, que há 4 dias pousou ao lado de outro candidato do PSL quebrando a placa em homenagem à Marielle Franco - ex-vereadora do PSOL executada a tiros - é eleito deputado estadual com mais de 136 mil votos.

domingo 7 de outubro| Edição do dia

Todo o processo eleitoral de 2018 foi marcado - e ainda continuará sendo até o término do 2º turno - por sucessivos casos que expressam o mais profundo reacionarismo no qual se apoiam a candidatura de Bolsonaro e as candidaturas do PSL.

A imagem em que os então candidatos pousaram com a placa quebrada teve amplíssima repercussão tanto por ser reivindicada como por ter gerado muita revolta.

Os membros do PSL diante do fortalecimento da candidatura de Bolsonaro e da extrema-direita têm se mostrado mais à vontade para atuar com violência e provocação sobre negros, gays ou setores oprimidos, e encontram respaldo massivo às suas mais asquerosas atitudes. Mas ao mesmo tempo tem crescido estrondosamente a disposição de setores para se enfrentar com todo o reacionarismo e ódio que tem propagado a extrema-direita.

A expressiva votação que teve hoje a candidatura de Bolsonaro e da extrema-direita deve nos dar ainda mais disposição e ódio para enfrentá-los nas ruas e em cada local de trabalho e estudo, combatendo cada expressão de intolerância e reacionarismo, mostrando que a força das mulheres e dos trabalhadores vai crescer e ser muito mais forte como demonstrado no dia 29 de setembro. Demonstremos com toda força nosso repúdio a esses asquerosos!




Tópicos relacionados

PSL   /    Marielle Franco   /    Eleições 2018   /    Bolsonaro

Comentários

Comentar