Economia

IMPOSTOS

As pessoas mais ricas pagam menos impostos e possuem 65,8% dos rendimentos isentos

Os ricos do país, que ganham mensalmente mais de 160 salários mínimos, pagam muito pouco imposto de renda. De acordo com os dados divulgados pela Receita Federal, em sua página da internet mostram que esse grupo de pessoas pagam apenas 6,51% de sua renda total. Este fato ocorre porque 65,8% são rendimentos considerados isentos e não tributáveis, como é o caso dos lucros e dividendos, por exemplo.

Guilherme de Almeida Soares

São José dos Campos

quinta-feira 13 de outubro| Edição do dia

Esse grupo de pessoas é muito pequeno. Trata-se de 71.440 pessoas, que representam 0,3% do total de contribuinte do IR.

Os rendimentos destas 71.440 pessoas atingiram 297,93 bilhões no anos de 2013, o que dá uma renda per capita de R$ 4.170 milhões no ano. Isto significa que eles foram responsáveis por 14% de toda renda declarada pelo os contribuintes ao fisco. Este grupo de indivíduos ganham mais de 160 salários mínimo por mês e um patrimônio liquido de 1,2 trilhões de reais. O patrimônio líquido deste grupo corresponde a 22,7% de toda riqueza em bens financeiro e ativo declarada ao fisco por todos contribuintes brasileiros em 2013.

Outro dado que consta das DIRPF é natureza da ocupação destas pessoas. O maior valor de bens e direitos que foi declarado ao fisco pelos os grandes empresários. Este grupo, formado por 4.399.557 pessoas informou ao fisco possuir R$ 2,292 trilhões em bens e direitos. Alguns destes bens como apartamentos e casas, não são corrigidos monetariamente.

Enquanto estamos vendo o governo golpista de Michel Temer anunciar diversas medidas impopulares, a taxa de lucro que estes grandes empresários e banqueiros faturam aparece como algo inquestionável. Esta manobra que o governo golpista em conjunto com os grandes empresários fazem, é algo consciente para fazer com que a crise seja paga pelos os trabalhadores e os setores populares da sociedade. O fato é que se formos taxar a grande fortuna que este setor da sociedade possui, certamente Michel Temer não usaria a desculpa de que o Brasil está quebrado para implementar a PEC 241, a reforma da previdência, a reforma do ensino médio e a reforma trabalhista. Se taxarmos a fortuna destes milionários, daria muito bem pro país sair da crise econômica e investir numa educação, saúde de qualidade.

Porém Temer não possui nenhum interesse em relação a isso. O seu principal objetivo como presidente golpista, é fazer com que estes mesmos grandes empresários tenham uma taxa de lucro tenham uma taxa de lucro maior. As medidas impopulares que o governo de Temer quer implementar tem como principal objetivo fazer com que estes ricos fiquem cada vez mais ricos.

É importante lembrar que com a crise econômica, uma das desculpas que estes grandes empresários estão dando para fazer com que os trabalhadores e os setores populares da sociedade paguem pela crise econômica é que ’’os contribuintes estão pagando impostos excessivos’’. Esta sandice só faz com que os grandes empresários e banqueiros paguem menos impostos do que já estão pagando hoje.

É preciso uma grande luta por parte dos trabalhadores e os demais setores populares da sociedade pela taxação das grandes fortunas destes milionários como forma de fazer com que os ricos paguem pela crise. Para isso, é preciso que a CUT e CTB rompam com a sua paralisia e coloque um plano de luta que seja capaz de barrar os ataques que estão em curso por este governo. Para nós, a única forma de conseguirmos taxar estas grandes fortunas é desenvolver estas grandes batalhas para uma Assembléia Constituinte Livre e Soberana, onde os trabalhadores possam ser sujeitos ativos no rumo do país




Tópicos relacionados

Economia

Comentários

Comentar