Política

SEGURANÇA

As mentiras de Temer sobre a segurança

Em meio ao seu patente fracasso em aprovar o mais importante dos ataques contra os trabalhadores que foi posto no poder para executar: o roubo do direito de se aposentar, Temer vem tentando promover uma “agenda positiva”; consistindo até agora de uma pauta autoritária de “segurança pública”, com a joia na coroa sendo a intervenção federal no Rio de Janeiro, e um discurso hipocritamente focado na condição dos presos.

sexta-feira 2 de março| Edição do dia

Em uma tentativa de promover esse discurso, obviamente de olho na adoração do eleitorado conservador, Temer falou hoje, durante uma cerimônia de entrega de ambulâncias do SAMU em Sorocaba (cidade que não receberá nenhuma das ambulâncias entregue por Temer) a respeito da situação das prisões do país. Se Temer finge se importar com a condição dos presos, é somente quando lhe convém; a criminalização do usuário e o massivo encarceramento de jovens negros é a única política até agora que seu governo tem tido com relação à segurança, a resposta histórica do poder público aos males trazidos pela pobreza gerada pelo capitalismo.

Na trilha de suas pífias tentativas de contar vantagens de seu governo, Temer também tentou trazer a tona o dinheiro que o governo teria disponibilizado aos Estados pelo Fundo Penitenciário Nacional para a construção de prisões: 1,2 bilhão. Acontece que desse dinheiro, só 3,4% foram usados em todo o país, por governantes estaduais que igualmente não se importam com a situação dos presos no país. Vale lembrar também ao presidente que no ano de 2018, esse montante foi cortado pela metade pelo governo.

A falta de interesse do governo em de fato investir na melhoria das condições dos presos, que passam por penúrias desumanas enquanto os capitalistas e seus políticos corruptos aproveitam os espólios da exploração pode ser vista claramente com o descumprimento de sua promessa de construir mais cinco presídios federais, feita já faz um ano, depois dos massacres que seguiram as rebeliões do ano passado.

Até agora, todo o falatório de Temer sobre “segurança” se mostra não mais do que uma cortina de fumaça para disfarçar suas próprias falhas no governo, e ganhar o coração dos conservadores. Uma farsa encharcada no sangue dos jovens negros e pobres da população carcerária brasileira, 40% dos quais, sequer condenados foram, mostrando que a solução do problema também não reside na falta de presídios. A solução para o problema da segurança não virá de Temer, nem tampouco virá de seu governo o resgate aos milhares encarcerados por esse judiciário corrupto, racista e elitista. Nada mais justo que denunciar essa retórica mentirosa de segurança como nada mais do que ela é: uma aposta do governo com a vida do povo negro e pobre para ganhar apoio político!




Tópicos relacionados

Sistema Penitenciário    /    Governo Temer   /    Política

Comentários

Comentar