Internacional

COLÔMBIA

As informações que temos que saber referente ao plebiscito sobre a paz

No domingo os colombianos irão às urnas para opinar a respeito do plebiscito sobre o acordo de paz entre Governo e as FARC. O que precisamos saber para apoiar ou rechaçar o acordo?

sexta-feira 30 de setembro| Edição do dia

No próximo domingo os colombianos irão às urnas para decidir em um plebiscito se apoiam ou rechaçam os acordos de paz firmados pelo Governo do presidente do presidente Juan Manuel Santos com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC). O acordo põe fim a um conflito de mais de cinco décadas.

Alguns dos dados mais importantes a serem levados em consideração sobre a consulta:

- Os habilitados para votar na consulta são 34.899.945 cidadãos, de acordo com as autoridades eleitorais.

- A lei estabelece que a aprovação ou o rechaço dos acordos de paz requerem uma votação com quórum de ao menos 13% do coeficiente eleitoral, baseado no último censo feito no país, isto se aplica tanto para respostas favoráveis como contrárias. Quer dizer, necessita-se de um mínimo de 4,54 milhões de votos para uma das duas opções e vencerá a mais votada.

- O presidente não tem a obrigação de submeter a um plebiscito os acordos de paz e legalmente poderia firmá-los e implementá-los.

- As recentes pesquisas mostram que a maioria dos colombianos dispostos a participar no plebiscito votariam a favor das propostas de acordo de paz.

- No caso de vencer o “Não” ou não alcançar o mínimo de 13% dos votantes segundo o censo eleitoral, o presidente poderia manter os termos do acordo, ainda que significasse um duro golpe para o mandato de Santos.




Tópicos relacionados

FARC   /    Internacional

Comentários

Comentar