Sociedade

TRANSARTE

Artista censurada no Queermuseu terá exposição em SP

A artista Bia Leite censurada em Porto Alegre depois da pressão de reacionários do MBL e Bolsonaro ganhará uma mostra individual em São Paulo. Uma das peças que causou maior reação dos conservadores foi a peça "Criança Viada" que ilustra essa matéria.

sábado 14 de outubro| Edição do dia

A artista Bia Leite censurada em Porto Alegre depois da pressão de reacionários do MBL e Bolsonaro ganhará uma mostra individual em São Paulo. Uma das peças que causou maior reação dos conservadores foi a peça "Criança Viada" que ilustra essa matéria.

A mostra individual da artista será exposta na galeria Transarte. Serão expostas 13 novas telas produzidas especialmente para esta exposição conforme noticiado por diferentes meios de comunicação. A mostra foi batizada de "As Companheiras".

De acordo com a colunista da Folha de S. Paulo Mônica Bérgamo, a galerista Maria Helena Peres, uma das donas do espaço, afirma que, "diante do preconceito", irá "incrementar e acentuar a bandeira LGBT" nas exposições. O catálogo da mostra traz, nas últimas páginas, um "press clipping de uma artista censurada", em que são reproduzidas as ofensas que Leite recebeu nas redes sociais.

Veja abaixo a divulgação feita em redes sociais pela galeria:

Essa mostra ocorre ao mesmo tempo que o tradicional MASP promete entrar no centro das atenções ao realizar uma mostra sobre a história da sexualidade. A hipocrisia da suposta defesa das crianças e dos "costumes" na arte, uma censura, não alcança nenhuma reprovação dessa direita mesmo quando ocorrem escandalosas notícias como o resgate de 118 crianças em situação de escravidão em Roraima (saiba mais clicando aqui).

Também pode te interessar: 18 obras com nudez que se fossem censuradas mudariam a história da arte




Tópicos relacionados

Censura   /    Arte   /    Sociedade

Comentários

Comentar