Mundo Operário

Solidariedade Feminista e Operária

Argentina: coletivo Ni Una a Menos junto das Leoas da Pepsico

O coletivo Ni Una Menos (Nenhuma a Menos) fez uma convocatória para seguir prestando apoio às valentes trabalhadoras da PepsiCo, na jornada que ocorrerá nessa quarta-feira (26).

terça-feira 25 de julho| Edição do dia

Esta quarta, dias 26, as 18h, o coletivo Ni Una Menos (Nenhuma a Menos) convoca a seguir prestando apoio às valentes trabalhadoras da PepsiCo. "Cozinhamos, conversamos e aprendemos a experiência das companheiras da PepsiCo", diz a convocatória que difundiram nas redes sociais com a hashtag #EstamosParaNosotras (#EstamosPorNós) e #GuisoFeministaPorLaReincorporación (#CozidoFeministaPelaReincorporação).

A assembleia será realizada no mesmo local da jornada desta quarta, que decidiram impulsionar as trabalhadoras e trabalhadores na nova reunião de solidariedade, que participaram dezenas de organizações, na barraca que as Leoas da PepsiCo instalaram junto a seus companheiros no dia 19 de julho, depois de uma massiva mobilização que convocou a dezenas de milhares de pessoas em seu apoio e em rechaço às demissões e a repressão.

Em um comunicado da imprensa difundido depois da reunião desta segunda-feira, trabalhadores e trabalhadoras na luta destacaram que " ali se definiu continuar a luta contra o fechamento da PepsiCo com uma concentração e corte de rua no Obelisco próxima quarta 26 às 7.30 AM, para tão logo marchar para o Congresso Nacional onde será realizada uma sessão em que queremos que se trate e se discuta também sobre os demitidos e o fechamento, não somente da PepsiCo como também de outras empresas, como Cresta Roja e outras. A jornada será para exigir da PepsiCo, mas também pela centenas de demitidos e suspensões que atravessam o país".

Assim, a jornada desta quarta-feira começará desde cedo no Obelisco portenho, para marchar para o Congresso Nacional, e culminará com a assembleia das distintas organizações de mulheres por toda a tarde, com o lema #NinUnaMenos, em apoio as operarias em luta.

A assembleia #NiUnaMenos será na barraca que os trabalhadores e trabalhadoras da PepsiCo converteram em um importante centro de difusão e organização, no qual permanentemente se aglutinam delegações de sindicatos, deputados e deputadas, jornalistas e um amplíssimo arco de organizações solidarias, junto a centenas de pessoas e famílias que se aproximam e deixam sua contribuição ao fundo de luta, alimentos e solidariedade com a luta da PepsiCo.

Tradução: Tatiana Ramos Malacarne




Tópicos relacionados

PepsiCo   /    #NiUnaMenos   /    Mundo Operário   /    Internacional

Comentários

Comentar