Internacional

ARGENTINA

Argentina: ato político da esquerda contra o ajuste hoje

A partir das 15h30, milhares de trabalhadores, estudantes e mulheres se reúnem em Buenos Aires e outras cidades. Na Cidade Autônoma de Buenos Aires a reunião é no estádio coberto, localizado em Gutenberg, 350. Encerram Myriam Bregman e Nicolás del Caño, líderes do PTS na Frente de Esquerda.

sábado 6 de outubro| Edição do dia

"Para derrotar o saque de Macri, o FMI e os governadores do Partido Justicialista, a luta é agora." Sob esse slogan, os PTS na Frente de Esquerda se reúnem para reuniões que acontecerão em Buenos Aires e em algumas das principais cidades do país. Elas acontecem hoje, a partir das 15h30.

A reunião central é convocada na cidade de Buenos Aires. O local será o Estado coberto do Clube Argentinos Juniors, localizado na 350 Gutenberg Street, no bairro de La Paternal, em Buenos Aires.

Milhares de trabalhadores, jovens e mulheres estarão nesse estádio para discutir como enfrentar agora o ajuste brutal que ocorre na Argentina sob o governo Macri em acordo com os governadores peronistas

Simultaneamente, haverá eventos em algumas das principais cidades do país. Córdoba, Neuquén, Mendoza, San Salvador de Jujuy e San Miguel de Tucumán serão os outros locais da convocação. Conectadas via satélite, as intervenções dos palestrantes podem ser vistas em todo o país ao mesmo tempo. Desta forma, a reunião terá um verdadeiro caráter nacional.

Em Argentinos Juniors se reunirão trabalhadores, mulheres e jovens da Cidade, Grande Buenos Aires, La Plata e a província, bem como Rosario. Lá, além de líderes estudantis, vão falar sobre o movimento de mulheres e classismo, Myriam Bregman e Nicolás del Caño, ambos líderes nacionais e deputados do PTS-FIT.

Em Jujuy , o evento contará com a participação de Alejandro Vilca e dos deputados provinciais e municipais do PTS-Frente de Izquierda. Trabalhadores do setor sucroalcooleiro, trabalhadores do Estado e estudantes que vêm para estrelar a importante luta educacional e a maré verde também estarão presentes. Será na Balcarce Workers Society 357 (San Salvador de Jujuy), a partir das 15h30.

Em San Miguel de Tucumán, outro encontro será realizado neste sábado. Haverá, com o jovem sobre o PTS Alejandra Arreguez será um dos palestrantes e estará presente e do corpo docente referências, moleiros, trabalhadores rurais e outros sindicatos, bem como aqueles que vêm para estrelar protestos estudantis e o direito ao aborto. Será na Associação do Pessoal da Universidade Nacional de Tucumán (APUNT), 9 de julho de 746.

Córdoba foi, nessas semanas, um dos epicentros da luta estudantil, com grandes assembléias. É também atravessada pelas lutas contra o ajustamento, como a dos trabalhadores da Luz y Fuerza (EPEC). O PTS-Frente de Izquierda, que faz parte deles, realizará sua reunião neste sábado no Auditório da Luz y Fuerza na Calle Dean Funes 672. A deputada provincial Laura Vilches será uma das palestrantes.

Neuquén este ano também passou pelas lutas universitárias e pelo movimento de mulheres. Mas também vem de uma dura greve de professores e das lutas da gestão dos trabalhadores, dos madeireiros (MAM), da PIAP e de outras empresas. É por isso que este sábado será um dos destaques das reuniões, onde a esquerda revolucionária vai levantar uma plataforma com a participação de Raul Godoy (operário ceramista e deputado provincial) e referentes das principais lutas. Será na Escola CPEM nº 72, na Antártica Argentina e no governador Peri.

Em Mendoza, o PTS-Frente de Izquierda é uma referência indiscutível, não só nas lutas, mas também de suas cadeiras, onde enfrenta as políticas de Cornejo e Macri. É por isso que Noelia Barbeito e os parlamentares e parlamentares do PTS-Frente de Izquierda estarão lá, junto com os líderes SUTE (professores), marceneiros, trabalhadores do petróleo, trabalhadores do Estado e líderes do movimento de mulheres e estudantes. Será em Pellegrini 930, San José de Guaymallén.




Tópicos relacionados

Argentina   /    Internacional

Comentários

Comentar