Internacional

Argentina: Reprimem Myrian Bregman e outros deputados da esquerda

Enquanto tentavam agir para frear a repressão contra os manifestantes, a deputada portenha Myriam Bregman, da Frente de Esquerda dos Trabalhadores, junto a outros deputados receberam cacetadas e gás lacrimogênio da Polícia Federal.

quarta-feira 24 de outubro| Edição do dia

De forma escandalosa, deputados e deputadas feridos pela repressão policial enquanto tentavam evitar que seguisse o lançamento de gás lacrimogênio e balas de borracha contra a manifestação de milhares de pessoas de diferentes sindicatos, organizações sociais e partidos de esquerda.

A deputada portenha Myriam Bregman, foi uma das que levou como resposta golpes e gás lacrimogênio das forças de repressão.

O deputado Andrés "Cuervo" Larroque, da Frente para a Vitória, teve que recorrer a um posto de enfermaria pelas consequências do gás lacrimogênio e dos golpes que recebeu da Polícia Federal. Também estava presente o deputado Pietragalla do mesmo bloco.

As motos e caminhonetes da polícia, junto com os hidrantes, avançavam sob os manifestantes para desocupar a Praça do Congresso onde milhares se fizeram presentes para repudiar a votação do Orçamento de 2019, ditado pelo Fundo Monetário Internacional.

Em outro setor da Praça do Congresso, o deputado nacional Nicolás del Caño também se fez presente para tentar acabar com a repressão, que ocurria enquanto a presidência da Câmara dos Deputados se negava a suspender a sessão.




Tópicos relacionados

Fundo Monetário Internacional - FMI   /    Internacional

Comentários

Comentar