Política

CRIVELLA

App para reservar praia, bueiros eletrônicos e gesso da Nasa. Veja estas e outras falcatruas da gestão de Crivella no Rio

Esse mesmo prefeito já propôs anteriormente instalar bueiros eletrônicos, colocar gesso da NASA nas escolas e comprar Drones para monitorar as favelas. São diversas mentiras mirabolantes que só servem para Crivella lavar a própria cara.

segunda-feira 10 de agosto| Edição do dia

Imagem: Divulgação

Para responder aos principais questionamentos a sua gestão, simplesmente cogitando saídas cinematográficas que nunca se realizarão. Depois de não garantir os testes massivos, deixar os cariocas morrerem nas filas dos hospitais e reabrir sem segurança, o prefeito diz que irá demarcar as praias por um aplicativo para evitar a aglomeração.

1) Quando Crivella mentiu dizendo que compraria drones para monitorar as favelas

Crivella passou por um papelão grosseiro em visita a sede da Agência Espacial Europeia (ESA), gravou um vídeo mentiroso que depois apagou, envergonhado. A agencia que treina astronautas, observa satélites e busca entender o surgimento dos planetas e dos buracos negros não tinha nada a ver com o que Crivella vinha divulgando estar atrás: de Drones para monitorar as favelas.

2) Investir dinheiro em um Blocódromo

Após a prefeitura fazer uma forte perseguição silenciosa à cultura negra na cidade o Prefeito inventou a "Arena Carnaval Rio", antigo Parque dos Atletas. Colocou R$ 3,3 milhões em seu Blocódromo, enquanto servidores ficavam sem salários em fevereiro de 2018.

3) Criação de bueiro eletrônico para controlar enchentes no Rio

Em mais uma saída mirabolante, após fortes chuvas que geraram dezenas de mortos em sua gestão, Crivella anunciou que 2 mil bueiros seriam comandados eletronicamente.

4) Argamassa para blindar as escolas dos tiros

Essa proposta veio em 2017, após ser fortemente questionado pela morte da Maria Eduarda, brutalmente assassinada pela polícia no interior da escola. A idéia de trazer essa argamassa especial dos Estados Unidos, obviamente, nunca se concretizou.

5) Riu das famílias pobres, com o “Balsa Família”

Após as diversas enchentes, decorrentes do descaso histórico que Crivella colaborou com o corte nas medidas de contenção. Ele disse, em 2018: “Lá em São Paulo também tem enchente. Vão até lançar um programa novo: o Balsa Família!”.




Tópicos relacionados

pandemia   /    Coronavírus   /    Marcelo Crivella   /    Política

Comentários

Comentar