Mundo Operário

REFORMA TRABALHISTA E SEMI-ESCRAVIDÃO NA ESCOLA

Após reforma, escola contrata auxiliar de classe a R$5,28 por hora e contrato intermitente

terça-feira 5 de dezembro| Edição do dia

O site “Emprega São José” está oferecendo vaga de auxiliar de classe para formandos em pedagogia por R$ 5,28 por hora trabalhada, levando a cabo a reforma trabalhista.

Uma das alterações da reforma trabalhista é o contrato intermitente, em que os trabalhadores terão que estar disponíveis quando o patrão precisar e só receberão por horas trabalhadas. Sem almoço, sem férias, sem 13º, os trabalhadores terão que se desdobrar para conseguir pagar suas contas.

A vaga pede que o contratado esteja cursando pedagogia e tenha experiência em escola infantil. O salário, porém, é baixíssimo, e sem nenhuma estabilidade. Além disso, não é especificado a quantidade de horas trabalhadas, nem quantos dias por semana.

A categoria de professor já está sendo bastante atacada pelo governo, essa nova modalidade de “uberização” do trabalho serve para precarizar ainda mais as condições de trabalho e a educação como um todo. A profissão não conta apenas com as aulas dadas, mas com cargas horárias para além da sala de aula também. A contratação intermitente não prevê o pagamento dessas horas, fazendo com que os funcionários trabalhem literalmente de graça.

Veja também: Magazine Luiza usa reforma trabalhista de Temer para superexplorar funcionários




Tópicos relacionados

Reforma Trabalhista   /    Trabalho Precário   /    Direitos Trabalhistas   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar