Juventude

OCUPAÇÕES SÃO PAULO

Após ocupação, polícia reprime estudantes da Escola Estadual João Kopke em São Paulo

Manifestantes que ocuparam a Escola Estadual João Kopke, em Campos Elíseos, na região central de São Paulo, foram retirados pela Polícia Militar na noite desta quarta-feira, 16.

quinta-feira 17 de novembro| Edição do dia

Foto: Cris Faga/Fox Press Photo/Estadão Conteúdo

A desocupação ocorreu logo após os estudantes começarem a manifestação, a PM de São Paulo vem agindo sistematicamente para impedir o direito de manifestação dos estudantes.

Estudantes de várias partes do País realizam protestos contra a reforma do ensino médio e a PEC 241, propostas pelo governo de Michel Temer (PMDB).

A PM retirou e deteve os estudantes que foram conduzidos ao 2º Distrito Policial (Bom Retiro). Em nota, a Secretaria de Estado da Educação informou que "a desocupação da escola foi pacífica e as aulas seguem normais nesta quinta-feira". A pasta destacou que as reivindicações são contra medidas do governo federal.

No Estado de São Paulo, a gestão Geraldo Alckmin (PSDB) atua para conter protestos de alunos e evitar que as escolas estaduais sejam ocupadas. A Polícia Militar age arbitrariamente para retomar as unidades se valendo de parecer, da Procuradoria-Geral do Estado (PGE), utilizado pela gestão estadual, que garante a autotutela dos prédios e a ação da polícia sem mandado. Uma manobra jurídica feita pelo governo do estado no ano passado como medida preparatória para impedir uma nova onda de ocupações na capital paulista onde os estudantes já derrotaram o governo contra o projeto de fechamento das escolas.

No dia 13 de outubro, 11 pessoas, das quais seis menores, foram detidas após ocupar a Diretoria de Ensino Centro Oeste, na capital. No mesmo dia, 20 estudantes foram apreendidos por invadir a Escola Estadual Newton Pimenta Neves, em Campinas. Ainda na mesma semana, a polícia desocupou duas escolas em Sorocaba e deteve 50 pessoas. Outras escolas no interior sofreram o mesmo processo arbitrário.




Tópicos relacionados

Ocupações   /    Reforma do Ensino Médio   /    PEC 241/55   /    Ocupação Escola   /    Juventude

Comentários

Comentar