Política

REPRESSÃO EM SÃO PAULO

Apesar da repressão, milhares saem às ruas de São Paulo contra o governo golpista

sexta-feira 2 de setembro| Edição do dia

O golpista Michel Temer disse em seu último pronunciamento que um dos alicerces do seu governo será “a pacificação do país”, porém uma de suas primeiras “providências” foi colocar todo o seu aparato repressivo nas ruas onde estão ocorrendo atos contra o governo. Isso é uma resposta à polarização nacional e uma tentativa de fechar o cenário que se abriu em junho de 2013.

Hoje na paulista não foi diferente, logo no início já havia uma quantidade enorme de policiais civis, militares, o choque e a cavalaria. A manifestação seguiu pacífica do MASP até a Praça do Ciclista onde foi completamente cercado pela polícia. Depois de uma longa espera a polícia abriu passagem pela Rua Consolação, os manifestantes seguiram até a Praça Roosevelt, chegando na Avenida Nove de Julho o ato foi violentamente reprimido.

Uma vez que a impopularidade do seu governo é enorme, o que Temer quer é calar as vozes dissonantes com truculência e repressão, ele pretende golpear com seus ajustes a juventude e trabalhadores. Os atos de ontem e hoje mostram que a resistência e disposição de luta contra o governo golpista crescem a cada dia.




Tópicos relacionados

Governo Temer   /    Violência Policial   /    Política

Comentários

Comentar