Mundo Operário

NOSSA CLASSE

Ao HU, todo meu carinho e respeito

Elenice Rocha, trabalhadora da USP sobre a importante vitória dos trabalhadores e da população contra a desvinculação do HU (hospital Universitário da USP).

sábado 6 de agosto| Edição do dia

Assim como no meu, o HU está no coração de muita gente. Fiquei feliz demais ao saber do resultado das negociações sobre a desvinculação do Hu, onde esse "gigante " à serviço da população regional e carente, não mais passará para mãos de outros, deixando para trás uma história de lutas e conquistas.

Esse Hospital fez e deve continuar fazendo parte desta universidade para atender toda a comunidade uspiana e todo os moradores do seu entorno, que necessita de mais desses serviços essenciais à saúde. Essa é mais uma conquista que nos serve como exemplo de que com união e perseverança é possível mudar o rumo da situação.

A todos do HU que se mantiveram firmes na luta com garra e determinação e todos aqueles que se dedicaram em desempenhar as escalas mínimas para que os atendimentos necessários fossem realizados para que esta luta se tornasse em vitória, deixo todo meu respeito e admiração.

E aproveito também para falar com todos os funcionários que de uma forma ou de outra não puderam estar presentes nesta batalha, que a luta continua e que sua participação é muito importante e que todos juntos e unidos certamente somos mais fortes. Vamos continuar lutando por mais contratações de funcionários, mais médicos para que todos os serviços que foram tirados e todos os leitos que foram fechados, voltem a funcionar e trazer novamente para a população um serviço de qualidade como sempre foi.

Me orgulho muito de ter de alguns atos em defesa do HU, onde gritávamos,
"...quer desvincular, não tô entendendo,
Mexeu com o Hu, você vai sair perdendo..."

E " Aha Uhu, o Hu é nosso!"

Valeu a pena e certamente faremos tudo de novo, se preciso for. Portanto queridos guerreiros, lutadoras e lutadores, devemos continuar unidos para pressionar e barrar outros ataques que possam surgir e também contra a precarização do trabalho, as opressões, os assédios e toda forma de repressão.

Parabéns e vamos seguir com fé, força e muita luta para que haja serviços de saúde de qualidade para todos, e como já gritamos: saúde não é mercadoria e sim necessidade básica e prioridade de qualquer governo.

Com meu profundo respeito e carinho, obrigada!




Tópicos relacionados

Greve das estaduais paulistas   /    Luta contra ajustes na USP   /    Movimento Nossa Classe   /    USP   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar