Videos

PORTO ALEGRE

Antirracistas e Antifascistas saem às ruas em mais um ato em Porto Alegre nesse domingo

Parte das torcidas organizadas antifascistas do Inter e do Grêmio, movimentos sociais e simpatizantes antirracistas e antifascistas saíram às ruas em mais um domingo em Porto Alegre. Cartazes pela democracia, contra a violência racista da polícia, denunciando mais de 50 mil mortos pela COVID-19, pelo fora Bolsonaro e Mourão e pedindo uma Constituinte Livre e Soberana para o povo decidir os rumos do país marcaram o ato.

domingo 21 de junho| Edição do dia

O aprofundamento da crise política nacional com a prisão de Queiroz, a fuga de Weintraub protegido por Bolsonaro para não responder pelo seu racismo e polêmicas com STF aumentam ainda mais a questão entoada nas ruas: quem mandou matar Marielle Franco? Com mais de um milhão de infectados os negros são os que mais morrem pela pandemia, pelas mãos da polícia e com trabalhos precários. É hora de se inspirar na fúria negra despertada pela morte de George Floyd nos EUA e avançar contra esse regime racista que é o capitalismo.

O Esquerda Diário fez transmissão ao vivo do ato colocando um debate importantíssimo por uma saída independente dos trabalhadores para que sejam os capitalistas que paguem pela crise econômica que criaram, e respondam com seus bens e lucros pelo aprofundamento dessa crise com a pandemia do novo coronavírus. Para tanto é preciso exigir das grandes centrais sindicais como CUT (dirigida pelo PT) e CTB (dirigida pelo PCdoB), que dirigem a maior parte dos sindicatos no país, que mobilizem os trabalhadores para sair as ruas junto com a juventude.

Observando todos os cuidados sanitários com máscara e afastamento é possível se manifestar e colocar pressão nas ruas contra os ataques à classe trabalhadora. Em especial nesse momento de enfraquecimento do governo Bolsonaro a respostas nas ruas, se levadas aos trabalhadores da saúde e às fábricas como o exemplo da paralisação dos portuários na costa oeste dos EUA, pode levar a uma saída dos trabalhadores a essa crise.

Uma grande força nas ruas pode derrubar não só Bolsonaro e Mourão, mas impor uma Constituinte Livre e Soberana para que seja o povo a decidir os rumos do país, derrubando não só os jogadores da política mas reescrevendo as regras do jogo desse regime podre que nos massacra com o desemprego e a precarização jogando uma massa de juventude negra em serviços como o dos entregadores de aplicativo, que são bloqueados arbitrariamente pelas plataformas, não possuem direito algum e recebem cada vez menos pelas entregas.

Dia 1º de julho os entregadores estão organizando uma paralisação nacional, que está sendo articulada agora internacionamente também. É importante sairmos as ruas e apoiarmos as lutas desses guerreiros e guerreiras pelo mínimo de dignidade e direitos. Dia 1/7 todos às ruas junto com os entregadores e contra a precarização! Nossas vidas valem mais que os lucros capitalistas! Vidas negras importam!




Tópicos relacionados

Videos   /    Sociedade   /    [email protected]   /    Política   /    Internacional

Comentários

Comentar