Sociedade

CULTURA

“Antifa”, letra e música do catarinense-alagoano Wado cabe como uma luva para o contexto político do país

quarta-feira 3 de junho| Edição do dia

Caminha com o espírito exposto
Esse indivíduo
Como se fosse vidro
Tudo está contido no oco
Deste indivíduo
De tudo é desprovido
E não é hora de bater em retirada
E não é hora, e não é a hora
E dedos são gatilhos no coldre
Deste inimigo
O ódio é o pior partido
E o feudo de exceção está podre
E não serei omisso
Na terra onde eu habito
É como a hora de erguer a barricada
É como a hora, é como agora
É como a hora de erguer a barricada
É como a hora, é como agora

Wado é um poeta e cantor bastante versátil. E trata de vários temas como arte, censura, amor-livre, loucura, lutas sociais, questão negra e muitos outros em suas canções ‘malucas”. Wado é conhecido por suas parcerias, com Chico César e Fresno para dar exemplos, e por seus álbuns bastante distintos um do outro.

Em seu último álbum, de 2018, chamado “Precariado”, pelo nome se nota já que Wado não é neutro e têm, ao menos, algum viés de esquerda. O termo “precariado” é bastante utilizado nas universidades brasileiras, em particular por autores de tradição marxista como Ruy Braga, Giovanni Alves e Ricardo Antunes, ainda que cada qual a sua maneira.

O álbum contou com uma faixa bônus. Na verdade, cada música do “Precariado” é acompanhada por um desenho. A música acima se chama “Antifa” e também é acompanhada por um desenho com o mesmo traço dos desenhos do álbum, por isso a consideramos um faixa “bônus” desse álbum, apesar de ter sido lançada depois, em abril de 2019.

Em resumo, a música, como podemos ver, fala sobre o embate com esses indivíduos “vazios” da sociedade, de “personalidade autoritária” como teorizam autores como Theodor Adorno, que são elementos ativos e suporte dos regimes fascistas, como os camisa negras na Itália e que desde o golpe de 2018 vêm “mostrando a cara” no país e também em vários lugares do mundo. E a contra resposta surge na arte, mas deve tomar as ruas, como conclama Wado em sua música e como vimos nesse domingo em várias capitais do país.




Tópicos relacionados

cultura   /    Sociedade   /    Música   /    Cultura

Comentários

Comentar