Sociedade

CESARE BATTISTI

Angustiada, mãe de filho de Cesare Battisti apela à Carmen Lúcia pela permanência dele no Brasil

Em carta escrita de próprio punho, Priscila Pereira, residente em São José do Rio Preto, faz um apelo à Presidente do Supremo Tribunal Federal, ministra Carmen Lúcia, para que permita a permanência no Brasil de Cesare Battisti, seu ex-marido e pai do seu filho de 4 anos, para “que tenha o direito de continuar exercendo sua paternidade de maneira integral”.

quinta-feira 19 de outubro| Edição do dia

Professora do ensino fundamental, Priscila escreve que “[tem] vivido nos últimos dias o limite de [suas] angústias” e que por trabalhar na rede privada não tem garantida “estabilidade ou renda suficiente para arcar com [sua] subsistência e de uma criança” pois “conta apenas com a ajuda física e financeira do Cesare”.

Priscila ainda enfatiza o empenho dela e de Battisti em assegurar que o filho, de quatro anos, “se desenvolva como uma criança confiante e segura emocionalmente, atendendo aos cuidados necessários de saúde, educação, lazer, bem como, garantir-lhe o direito à convivência em um lar amoroso e harmônico”. E reforça os prejuízos e traumas que essa situação delicada já vem trazendo à formação de seu filho que “é apegado a presença paterna, a brincar juntos, fazer suas refeições, dormir, ser levado à escola pelo pai (...)”.

Ela conta que a ameaça de extradição de Cesare a tem angustiado muito, pois “faria com que vivêssemos praticamente um luto” e traria danos irreparáveis ao filho que “tem fortes laços fraternos com seu pai”. Battisti já afirmou que não levaria sua família para a Itália, pois “significaria afastá-lo de sua cultura e de seus afetos”. Ao final, humildemente, Priscila apela ao direito de seu filho “poder crescer num lar amparado por ambos os pais”.

Na terça-feira, dia 24 de outubro, o STF julgará o mérito do pedido de habeas corpus da defesa de Battisti. Um julgamento desfavorável é o que o presidente ilegítimo Michel Temer precisa para poder extraditar Cesare Battisti, desdenhando dos apelos de uma mãe e arrancando o direito ao desenvolvimento saudável de uma criança.

VEJA E ASSINE AQUI A PETIÇÃO PÚBLICA CONTRA A EXTRADIÇÃO DE CESARE BATTISTI

Abaixo a carta na íntegra:




Tópicos relacionados

STF   /    Repressão   /    Sociedade

Comentários

Comentar