×

Denúncia do Telemarketing | “Ameaças e assédio todo dia, grávida trabalhando e gente passando mal”: denúncia da Liq

Hoje pela manhã (18) ocorreu uma manifestação em frente a empresa de telemarketing Liq (antiga Contax) em Santo Amaro, centro de Recife. As operadoras e operadores da empresa LIQ, em sua maioria mulheres negras, saíram às ruas reivindicando seus direitos e melhores condições de trabalho.

quarta-feira 18 de maio | Edição do dia

FOTO: Anderson Alves/JC Imagem

Já não é de hoje que a empresa Liq de telemarketing fornece péssimas condições de trabalho aos seus funcionários, em março de 2020 houve um protesto contra as condições precárias fornecidas pela empresa para os trabalhadores em plena pandemia. A Liq não forneceu nenhuma condição mínima para que os trabalhadores não pudessem se contaminar, pelo contrário, a única orientação da empresa era que seus funcionários lavassem as mãos.

Em fevereiro deste ano, as operadoras e os operadores da empresa fizeram outro protesto exigindo o pagamento de seus salários atrasados, adicional noturno, reajuste salarial, registro correto na carteira de trabalho e o pagamento das férias. Além disso, também houveram denúncias de assédio mora, de cobrança de metas abusivas agressão psicológica, constrangimento e ameaças internas.

Desta vez, os operadores e operadoras de telemarketing exigem o pagamento de salários, ticket e passagem atrasados, além de péssimas condições de trabalho, a empresa chega a oferecer água suja para os trabalhadores consumirem, sem papel higiênico e ar-condicionado, como denunciou um trabalhador na manifestações de hoje:

"Não temos climatização no local, temos salários, passagens e tickets atrasados. O ticket não entra por inteiro, entra por parcelas. Quem tem direito ao auxílio creche está tendo problema para poder reinvidicar. Lá tem água suja. Não temos papel higiênico nos banheiros. Estamos trabalhando seis horas por dia todos os dias com calor e precisamos comprar ventiladores. Tem grávidas trabalhando aí e gente passando mal. Sofremos ameaças e assédio todos os dias. Só queremos trabalhar com condições melhores".

Veja nesse vídeo as trabalhadoras na porta da empresa protestando e gritando “Liq caloteira!”:

É um grande absurdo que uma empresa que lucra milhões com a exploração de trabalhadores e trabalhadoras, em sua maioria negras, Brasil afora, não conceda nem o mínimo de condições para que mulheres grávidas possam trabalhar com segurança. Trabalhadores passando mal de calor e sem o mínimo de higiene no local de trabalho. A vontade de lucrar sobre através de condições sub-humanas de trabalho, tratando funcionários como bichos é a cara do Brasil de Bolsonaro e os militares.

Bolsonaro adotou o programa da burguesia de ataques contra os trabalhadores, precarizando ainda mais as condições de trabalho, com a alta dos preços dos combustíveis e dos alimentos. Obviamente que tudo isso aconteceu com o apoio do Congresso, governadores e do STF, atores políticos também responsáveis para que a situação chegasse aonde chegou.

Nós do Esquerda Diário damos todo o nosso apoio e solidariedade a esses trabalhadores e trabalhadoras e colocamos o nosso jornal à total disposição dessa luta por seus direitos, em meio a crise, miséria e a precarização do trabalho que os capitalistas buscam descarregar nas costas da classe trabalhadora! Todo apoio!




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias