Mundo Operário

DENÚNCIA ANÔNIMA

Almaviva Aracaju: "todos sofremos, desde a senhora da limpeza ao porteiro"

Mais uma denúncia anônima das condições de trabalho nos Call Centers enviada ao Esquerda Diário, por uma trabalhadora da Almaviva em Aracaju.

sábado 13 de agosto| Edição do dia

Foto: Portal Infonet

- Assédio Moral
Todos sofremos, desde a senhora da limpeza ao porteiro.

- Descontos abusivos no nosso plano de saúde, que por sinal não vale nada.

- Banco de horas pago fora do prazo.

- Acordo coletivo firmado em janeiro de 2016 sem assinatura dos responsáveis pela empresa, até o presente momento. Inclusive o Sindicato já se pronunciou e denunciou a empresa ao Ministério.

- Superlotação na operação. Assim como outras Almaviva, estamos sem máquinas para logar. Fazemos fila nos corredores esperando alguém sair para podermos trabalhar. Já presenciei Coordenadores deslogando outros operadores para colocar a equipe dele.

- Não temos enfermeiros ou auxiliar de enfermagem no que se diz ambulatório.
São ex-operadores, que por motivo de doença não podem ficar na operação e foram jogados lá para atender os operadores.

- Não pagamento de RV corretamente.

- Armários arrombados. Pessoas que tiveram seus pertences levados pelos próprios colegas de trabalho.

A Almaviva teria tudo para ser uma ótima empresa, se não fosse pelos Gestores, se é que posso chamar eles de Gestores. São pessoas visivelmente desqualificadas em todos os aspectos.

São seres ignorantes que perseguem, humilham a cada instante. Assim como eu, muitos ali precisam do salário e infelizmente sofremos calados. Emprego não está fácil para ninguém.




Tópicos relacionados

Mundo Operário

Comentários

Comentar