Mundo Operário

ALMA VIVA BELO HORIZONTE JOGANDO SUJO!

Alma Viva não vai pagar o valor da PL

Hoje foi passado um comunicado para os operadores de telermarketing pelo sindicato SINTTEL-MG que a Alma Viva em Belo Horizonte não irá pagar a PL, o qual é um lucro que a empresa recebe em cima dos trabalhadores e se recusa em pagar mesmo um valor de apenas um salário mínimo a mais.

quarta-feira 5 de outubro| Edição do dia

Como já foi publicado aqui antes pelo Esquerda Diário, a empresa vem jogando muito sujo para não pagar o valor para os operadores. Forçando justificativas banais culpando os operadores para o não pagamento do valor.

Isso causou revolta hoje na empresa depois do comunicado do sindicato. A justificativa da vez foi que o número de faltas excedeu ao estipulado na meta (4%). E ao pedir a empresa a comprovação dessas faltas que ela alega ter ocorrido - que é apenas mais um absurdo que a empresa coloca para não pagar o valor - a mesma sequer pôde comprovar que as faltas existiram. E a empresa havia prometido o pagamento até o dia 07/10 sexta-feira, porém voltou ao atrás dizendo que não irá
pagar o valor.

Os operadores estão indignados e querem que seus direitos sejam pagos. Além do sofrimento diário que os operadores tem que passar, todos estavam esperando o pagamento para esse mês. E agora os operadores, mais uma vez enganados pela empresa, estão reivindicando seus direitos.

Não era difícil de imaginar que isso aconteceria, por isso para conseguir nossos direitos, só lutando por eles. Precisamos de organização e de apoios. Primeiro porque é eles que dependem totalmente da gente, da nossa força de trabalho e do lucro que damos para eles. E segundo porque precisamos nos unir e precisamos do apoio para lutar pelos nossos direitos. Precisamos do apoio de todos Call Center do Brasil, enviem seus apoios para esquerdadiario@gmail.com! Iremos retribuir e apoiar todos as lutas de todo Call Center do Brasil.

A AlmaViva rouba nossos direitos! Basta!

QUEREMOS O PAGAMENTO IMEDIATO DA PL!




Tópicos relacionados

Telemarketing   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar