Educação

ALCKMIN NA BAND

Alckmin na Band: Fala que em SP a educação é um modelo, só se for de precarização

Ontem no debate na Band Alckmin disse que ira investir na educação básica, queremos saber como fará isso sem revogar a PEC 55, se apoiando em privatizações e defendendo as reformas.

sexta-feira 10 de agosto| Edição do dia

Alckmin pré candidato a presidência, apoiado pela mídia e pelo judiciário, defensor da lava jato e do judiciário, que blindam suas denúncias de corrupção, esteve ontem no primeiro debate dos presidenciáveis, que não contou com a presença de Lula por conta da enorme arbitrariedade do judiciário que além de tirar do povo o direito de decidir em quem votar, também decide quem o povo pode ouvir.

Com toda sua demagogia se colocou como o candidato que irá investir na educação, reivindicando a educação no estado de São Paulo, que só não é pior graças a mobilização de milhares de estudantes e professores que lutaram contra o fechamento de escolas, a reforma do ensino médio e o arrocho salarial. Esse mesmo Alckmin que fechou escolas, acabou com a merenda e demitiu muitos professores.

Saiba Mais: Dez coisas que Alckmin fez governando São Paulo e porque precisamos o derrotar (http://www.esquerdadiario.com.br/Dez-coisas-que-Alckmin-fez-governando-Sao-Paulo-e-porque-precisamos-o-derrotar)

Em rede nacional o pré candidato a presidência reivindicou a reforma trabalhista que em suas próprias palavras foi modernizada, para ele a modernização é atacar os trabalhadores, rasgar a CLT e descarregar a crise nas nossas costas. Alckmin apoiador do golpe utiliza um discurso rebuscado para dizer com palavras bonitas que continuará com os ataques, defendendo privatizações. Fica claro que o pré candidato, escolhido a dedo pela burguesia, que se apóia na arbitrariedade do judiciário para escolher até em quem o povo pode votar, vai dar continuidade ao golpe.

Teve a cara ainda de falar que vai investir na educação, mas nós professores que sabemos muito bem quais os planos de Alckmin para a educação. Foi ele mesmo que disse que os professores tem que trabalhar por amor ao diminuir nossos salários, foi ele mesmo que fechou várias escolas e se enfrentou com as ocupações secundaristas que questionavam suas atitudes e a reforma do ensino médio. Foi ele que racionou merenda, serviu merenda mofada e estragada ou merenda seca (bolachas ao invés de alimentos mais nutritivos) além de apoiar o projeto de João Dória de servir ração para as crianças (farinatta).

Não nos iludimos com o discurso rebuscado do pré candidato que apoia a Lava Jato que dá base para a eleição mais antidemocrática que esse país já viu, que fala em melhorar o salário dos trabalhadores apoiando a reforma trabalhista que é um verdadeiro ataque aos direitos conquistados durante anos pelos trabalhadores, que defende a reforma da previdência para atacar privilégios, mas não contesta a pauta de aumento para quase 40 mil dos ministros do STF, além de nem tocar no assunto da dívida publica que é um verdadeiro saque das riquezas nacionais pelo capital estrangeiro. Alckmin quer que os trabalhadores paguem pela crise capitalista.




Tópicos relacionados

PSDB   /    Alckmin   /    Educação

Comentários

Comentar