Política

ATAQUES TUCANOS

Alckmin congela investimentos em saúde e educação por dois anos

Geraldo Alckmin segue em sua campanha implacável contra os servidores e os serviços públicos do estado de São Paulo. O projeto de lei 920/2017 foi aprovado ontem na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, e irá congelar investimentos nas áreas sociais, como saúde e educação.

sexta-feira 15 de dezembro de 2017| Edição do dia

Esse projeto, apelidado como “PL da Morte” pelos servidores e movimentos sociais, significará um grande ataque aos serviços públicos, piorando ainda mais sua qualidade, que atualmente já se encontra em condições precárias.

Para renegociar suas dívidas com a União, flexibilizando prazos, o estado oferece em contrapartida o comprometimento de não aumentar investimentos nas áreas sociais.

Em relação à educação os professores foram uma das categorias mais afetadas pela política de cortes e arrocho salarial do governo do PSDB. Os professores já estão há 4 anos receber qualquer reajuste. Esse projeto segue a mesma lógica da Emenda Constitucional 95, aprovada pelo governo golpista de Michel Temer, que congela os investimentos públicos por 20 anos e que ficou conhecida como PEC do Teto ou PEC da Morte.

Houveram emendas que retiraram os itens que proibiam o reajuste e a adequação salarial, bem como a realização de concursos públicos. No entanto, agora, Alckmin estará mais fortalecido para seguir com sua política de arrocho salarial e desmonte dos serviços públicos, como vêm fazendo com os professores que estão há 3 anos e meio sem qualquer reajuste salarial.

Confira o vídeo que Marcella Campos, diretora pela oposição na APEOESP e militante do Movimento Nossa Classe Educação, gravou para denunciar a aprovação do PL920:




Tópicos relacionados

PSDB   /    Política

Comentários

Comentar