Política

GOVERNO VENDE FAZENDAS DE PESQUISA

Alckmin ataca a pesquisa científica

terça-feira 5 de julho de 2016| Edição do dia

Os planos de desmonte do serviço público sob o governo de Geraldo Alckmin (PSDB) não têm fim. Dessa vez, os alvos são as fazendas onde são realizadas pesquisas científicas. O governo estadual enviou para a Assembleia Legislativa de São Paulo projeto que trata da venda de 13 fazendas públicas onde são feitos estudos sobre agropecuária e nutrição, alegando a necessidade de obter recursos.

Essas fazendas, espalhadas pelo interior paulista, são importantes centros de pesquisa que desenvolvem técnicas para a agricultura familiar, e conduzem experimentos de nutrição e saúde. Por exemplo, uma das pesquisas relevantes realizada pela unidade de Ribeirão Preto testou, com sucesso, um tipo de leite que reduziu os índices de colesterol na população examinada. Além disso, essas áreas verdes contribuem para a preservação ambiental.

A venda das fazendas prejudicará a continuidade das pesquisas. Não há garantias de que haverá laboratórios e demais instalações necessárias adequadas nos espaços para onde os pesquisadores serão transferidos. Pelo contrário, o discurso da necessidade de corte de gastos disseminado pelo governo tucano leva a crer que esses projetos serão encerrados, como Alckmin deu a entender em abril, quando, numa reunião com seus secretários, criticou a FAPESP pelas pesquisas "sem utilidade prática".

"Utilidade prática" para o governador é o agronegócio, que financia suas campanhas eleitorais através de empresas como a Copersucar (açúcar e etanol) e a JBS (gado de corte). Empresas que lucram com a terceirização, e no caso das sucroalcooleiras, ainda lucram com a exploração dos boias-frias na cadeia de usinas e fazendas associadas. Enquanto isso, os poucos investimentos em pesquisas rurais realmente úteis para os trabalhadores são cortados sob as desculpas de que é preciso reduzir as despesas. É preciso barrar o desmonte do setor de pesquisa científica, que se expressa tanto nesse caso das fazendas, como no sucateamento das universidades estaduais, para que os recursos públicos sejam empregados em pesquisas úteis para a classe trabalhadora.




Tópicos relacionados

Alckmin   /    Política

Comentários

Comentar