Cultura

COMICS

Alan Moore anuncia sua saída do mundo dos Comics

O icônico escritor e roteirista gráfico anunciou sua retirada definitiva em coletiva de imprensa em Londres.

terça-feira 13 de setembro| Edição do dia

Foi durante uma coletiva de imprensa em Londres destinada ao lançamento de seu novo trabalho Jerusalem, onde o icônico escritor anunciou sua saída definitiva do mundo dos comics:

... Kevin (O’Neil) e eu estaremos terminando Cinema Purgatório e teremos mais um livro apenas, um livro final de A Liga Extraordinária para fechar. Após isto, ainda que possa vir a fazer mais alguma pequena produção em um momento futuro, terei terminado com os comics...

Apesar de seu amor e conforto no meio Moore explicou: “... Acredito que fiz o suficiente para os comics, fiz tudo o que pude e creio que se continuar trabalhando com comics, as ideias inevitavelmente vão sofrer, inevitavelmente começariam a me ver recauchutando velhas ideias e creio que você e eu provavelmente merecemos algo melhor que isso...

... Então, as coisas que me interessam neste momento são as coisas que não sei se posso fazer, como filmes, onde não tenho nenhuma ideia do que estou fazendo, ou grandes novelas literárias. Coisas das quais não tinha certeza nem se teria vigor para terminar... Sei que sou capaz de fazer o que qualquer outro pode no meio dos comics. Não preciso provar nada a mim nem a ninguém. No entanto estes outros segmentos são muito mais excitantes para mim, sempre vou reverenciar os comics como um meio, é um meio maravilhoso...”

Alan Moore é um escritor e roteirista de comics (HQ’s), nascido em 18 de novembro de 1953 em Northampton, Inglaterra. É conhecido e aclamado por grandes obras como V de Vingança, Do Inferno, Watchmen, A Liga Extraordinária ou Batman: A Piada Mortal entre outras grandes contribuições ao mundo da literatura e dos HQ’s. Muitas foram adaptadas (apesar de seu descontentamento no caso de algumas delas), para serem levadas as telonas, como é o caso, por exemplo, de V de Vingança ou Watchmen para as quais declarou: “... Há uma relação inversamente proporcional entre imaginação e dinheiro...” devido a apropriação sem devida consulta por parte das industrias de Hollywood de suas obras e sua mal adaptação ao cinema. Alan chegou inclusive a pedir para que tirem seu nome dos créditos e que sua parte do dinheiro fosse distribuída entre o resto dos artistas que trabalharam nas produções.

Nada se sabe com certeza no mundo dos comics, mas devido ao momento e seus 62 anos Alan Moore reafirma sua decisão de aposentar dos HQ’s e dedicar-se plenamente a outro tipo de literatura. Seu novo trabalho Jerusalem foi recentemente lançada e está sendo promovida, resta somente esperar novos trabalhos deste emblemático (ainda que também odiado) escritor e ver o que prepara o futuro.




Tópicos relacionados

Literatura   /    Cultura

Comentários

Comentar