Mundo Operário

CORONAVÍRUS

Agentes comunitários de saúde de Manguinhos-RJ exigem testes massivos

Foram confirmados 2 casos de coronavírus na comunidade de Manguinhos. Mais uma vez se prova a necessidade de testes massivos para separar os saudáveis dos adoecidos, ao invés do critério meramente econômico de quem pode ou não parar de trabalhar.

quarta-feira 8 de abril| Edição do dia

Imagem: Divulgação

É fundamental que todos os trabalhadores da saúde tenham acesso aos testes, por terem contato com os infectados esses podem estar contaminados e contaminarem outras pessoas já que 80% dos casos são assintomáticos.

Veja abaixo a nota completa dos trabalhadores da saúde de Manguinhos:

“NOTA OFICIAL COMACS MANGUINHOS-RJ:

A Comissão dos Agentes Comunitários de Saúde de Manguinhos - COMACS
MANGUINHOS RJ, vem informar à população que temos neste momento, dos 5 casos registrados de COVID-19 no Complexo de Manguinhos, 2 estão entre Agentes Comunitários de Saúde. Os casos se referem à trabalhadores do Centro de Saúde Germano Sinval Farias (CSEGSF-FIOCRUZ) e as providências necessárias e apoio para estes profissionais já estão sendo tomadas. Nos solidarizamos com estes que, não somente agora neste período de pandemia, mas sempre foram e são importantíssimos no cuidado da população mais vulnerável em nossa cidade e que ainda não alcançaram seus plenos direitos, como a efetivação e a formação profissionalizante em ACS no município do Rio de Janeiro. Aos companheiros ACS, nos colocamos à disposição para dar apoio no que precisarem.

É de extrema necessidade darmos visibilidade aos trabalhadores e as trabalhadoras ACS, que além de atuarem exclusivamente no SUS, também moram, em territórios marcados profundamente pelas desigualdades sociais, territórios vulneráveis, onde por vezes falta água, inclusive durante a pandemia pelo novo coronavírus, onde há precárias condições de moradia e onde os riscos de contaminação acabam sendo maiores. Por também serem profissionais de saúde, da linha de frente do combate ao Coronavírus, se faz necessário uma atenção maior à estes profissionais, como disponibilidade de EPI’s e serviços de saúde mental para evitar o adoecimento em massa.

Exigimos medidas urgentes da gestão da unidade, tomando as devidas providências, para que a contaminação não se alastre aos demais profissionais de saúde, tendo em vista que os 2 confirmados se referem a uma mesma unidade de saúde localizada no território de Manguinhos. Exigimos que seja garantida a testagem para COVID-19 de todos os trabalhadores da saúde inseridos nas unidades de saúde que apresentarem sinais e sintomas de síndrome respiratória aguda, conforme resolução da Secretaria Estadual de Saúde de 20 de março de 2020.

Pedimos também à população, vizinhos e demais profissionais de saúde, que não exponham a identidade destes trabalhadores, mas que mantenham o respeito e se disponibilizem a ajudar se oferecendo à ir ao mercado, comprar um pão, ir na farmácia, pagar alguma conta, doando máscaras, enfim, para que estas pessoas evitem sair de casa e consigam ficar em isolamento social até que de fato fiquem curadas e voltem às suas rotinas normais. Pequenos gestos de solidariedade combatem o vírus mais do que imaginamos.

Contamos com a compreensão e colaboração de todas e todos e desejamos força aos nossos companheiro trabalhadores Agentes de Saúde e seus familiares, que tenham um ótima recuperação. Estamos na torcida para que todo este pesadelo acabe logo e seguimos construindo o SUS universal e de qualidade para toda a classe trabalhadora.

Não se faz Saúde Pública com aplausos!
Um abraço virtual pra todas e todos!

COMACS Manguinhos-RJ”




Tópicos relacionados

Coronavírus   /    Saúde   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar