Política

Aécio e Lula comentam votação com vistas em 2018

domingo 2 de outubro| Edição do dia

Presidente do PSDB e possível candidato do partido ao Planalto em 2018, o senador Aécio Neves afirmou neste domingo que os tucanos sairão dessa eleição fortalecidos para concorrer à Presidência.

Segundo ele, a previsão é de que o partido lidere os votos em ao menos cinco capitais —São Paulo, Belo Horizonte, Manaus, Teresina e Maceió— e chegue ao segundo turno em outras quatro.

Em São Paulo, o candidato João Doria é apadrinhado pelo governador Geraldo Alckmin, seu adversário interno na disputa pela candidatura. Em Belo Horizonte, seu pupilo João Leite lidera a disputa.

"Se tem um partido que sai fortalecido dessa eleição, esse partido é o PSDB", disse o senador.

Questionado sobre o desempenho dos petistas, partido rival, o tucano disse que o "PT está sendo dizimado em várias regiões, inclusive em locais onde historicamente tiveram desempenho positivo".

Já o ex-presidente Lula comparou Doria ao ex-presidente Fernando Collor de Mello.

Sem citar nomes, Lula disse que "São Paulo não merece eleger um candidato sobre quem nada se sabe, como aconteceu em 1989".

"Se São Paulo correr o risco de jogar fora a possibilidade de eleger o Haddad para colocar um aventureiro, um aventureiro sobre quem não se sabe nada, uma coisa que surgiu do nada, como o Collor surgiu do nada em 1989, e a imprensa, sobretudo a Globo, pegou de Alagoas, do CRB de Alagoas... São Paulo não merece isso."

Evitou comentar sobre o fortalecimento relativo do tucanato.

Até então, as pesquisas eleitorais do DataFolha e do Ibope mostram um crescimento dos candidatos do PSDB em São Paulo e Porto Alegre, além do candidato petista Fernando Haddad, que amargava resultados magros até a semana anterior, passando ao empate com Marta Suplicy e Celso Russomanno, no segundo lugar.




Tópicos relacionados

Eleições 2016   /    Política

Comentários

Comentar