Política

OPINIÃO

Advogado sindical Felipe Gomes: “Temos que sair da defensiva, ter criatividade para rompermos a apatia”

quarta-feira 15 de fevereiro de 2017| Edição do dia

Reproduzimos abaixo o artigo com trechos da fala de Felipe Gomes publicados pelo portal da Advocacia Garcez, em seminário organizado pela mesma.

Foto: Douglas Dayube

“A PEC 55 foi o golpe fatal nos direitos sociais do povo brasileiro”, avalia advogado sindical

O advogado sindical e Coordenador da Unidade SP da Advocacia Garcez, Felipe Gomes da Silva Vasconcellos, defendeu a retomada das organizações de base como forma de reorganização da sociedade. Segundo ele, em painel na tarde desta quinta-feira (9), somente alternativas revolucionárias podem barrar os atrasos que se apresentam. “Temos que sair da defensiva, ter criatividade para rompermos a apatia”, disse.

“Na minha avaliação, nós temos uma atuação defensiva, a gente atua a reboque. Vem uma contra-reforma trabalhista e nós dizemos que somos contra. Vem uma reforma previdenciária e nós dizemos que somos contra. Vem um golpe e nós dizemos que somos contra. Ou seja, estamos sempre na defensiva”, avaliou.
Resumindo sua abordagem como propositiva para a defesa do emprego e uma vida digna no cenário de crise, o advogado aponto ser fundamental o conhecimento sobre que é essa crise, seus termos e efeitos para se saber como lidar com as propostas que surgem. “Senão ficamos reféns do capital e do discurso de ‘modernização’ da CLT. Se tem algo de velho na nossa legislação não são os direitos dos trabalhadores, mas o direito a propriedade”, enfatizou.

Ele defendeu ainda a utilização de novos métodos ou retomada de velhas práticas que foram abandonadas. “O movimento sindical não tem mais condições de dar essas respostas sozinho. Precisamos retomar algo que abandonamos e que o capital está tomando pra si, que são os conselhos de fábrica, os conselhos de base, trazer as pessoas, realizar assembleias, etc.”

Felipe Vasconcellos avalia que o governo Temer, em poucos meses, promoveu um cenário desolador sob a ótica dos direitos. “Eles acabaram com a Constituição de 1988. A PEC 55 foi o golpe fatal nos direitos sociais do povo brasileiro.”




Tópicos relacionados

PEC 241/55   /    Golpe institucional   /    Governo Temer   /    São Paulo (capital)   /    Política

Comentários

Comentar