RACISMO

Advogada negra é covardemente agredida pela polícia durante audiência em Duque de Caxias

Advogada negra sofre agressão racista absurda e vai presa durante audiência no 3º Juizado especial Criminal em Duque de Caxias, Rio de Janeiro, após exigir de juíza que tivesse sua demanda apreciada.

terça-feira 11 de setembro| Edição do dia

Mais um caso absurdo de racismo veio a tona nesta terça-feira. Após ter seu pedido negado, a advogada se recusou a se retirar da sala enquanto não chegasse um representante da OAB. A juíza então ordenou aos policiais que a retirassem, e o que se seguiu foi uma absurda barbárie. A advogada foi agredida e algemada, enquanto seus colegas advogados presentes reclamavam que ela estava tomando o tempo deles.

Veja o vídeo:

Em nenhum momento ela se calou ante a agressão que sofria, e para os outros advogados presente, disse: “Eles estão preocupados com audiência e (permitem) atropelar a lei, que país é esse? Depois querem reclamar de político que rouba, que faz tudo errado. Se vocês são advogados e não estão respeitando a lei.”

É necessário repudiarmos veementemente este caso de agressão racista à advogada, impedindo seu direito de trabalhar. Vivemos em um país de profunda violência e racismo estrutural aos negros, que afeta em primeiro lugar às mulheres negras, alvos da mais profunda violência da sociedade misógina que tenta lhes impor todo tipo de abusos. No Rio de Janeiro, a polícia é a que matauma pessoa a cada seis horas, em sua maioria negros, tragédia piorada pela infame intervenção militar.

Contra o autoritarismo judiciário, que todos os dias atropela os direitos da população negra; contra a intervenção militar, promove o genocídio nas periferias e favelas; em respeito a memória de Marielle, cuja morte não foi esclarecida e precisa ser investigada por uma comissão independente. Não podemos tolerar mais este caso de violência contra as mulheres negras!

Fonte: CartaCapital.

Veja também o tweet de Diana Assunção de repúdio a agressão racista sofrida pela advogada:




Tópicos relacionados

Racismo   /    negras e negros   /    PM   /    mulheres negras   /    Questão Negra   /    Violência Policial   /    Violência contra a Mulher

Comentários

Comentar