Sociedade

PRECARIZAÇÃO

Absurdo: Leilão de professores por menor preço em Santa Catarina

Em Argelina (SC), prefeitura abre um edital para contratação de professores em forma de leilão, em que o contratado é aquele professor que aceita dar aula pelo menor preço.

quinta-feira 27 de abril de 2017| Edição do dia

Imagem: http://desacato.info

Na cidade de Argelina, no Estado de Santa Catarina, o prefeito Gilberto Orlando Dorigon do PMDB abriu um edital neste mês de Abril para contratação de profissionais da área de Educação Física. O que chamou a atenção é que a contratação seria feita em forma de um leilão às avessas. O teto máximo de salário aos professores seria de R$1.200,00 mensais, para carga horária semanal de 20 horas. Mas o candidato à vaga que seria contratado seria aquele que aceitasse receber o menor salário.

Você pode conferir o edital no site da prefeitura do município, aqui.

Em um contexto de profundos ataques aos direitos trabalhistas, com as reformas da previdência e trabalhista, trata-se de uma notícia alarmante, demonstrando o cúmulo da desvalorização dos educadores em nosso país. Com a recente aprovação da terceirização irrestrita já denunciamos também no Esquerda Diário o início de contratações de professores por empresa terceirizada, confira aqui.

Para os professores, assim como trabalhadores de demais categorias, diante destes ataques históricos, não resta outra alternativa a não ser não aceitar que descarreguem a crise na precarização de nosso trabalho, e gritar que os capitalistas paguem pela crise, nos somando às mobilizações do 28A em todo país, por uma greve geral até derrotar as reformas e Temer!




Tópicos relacionados

Sociedade   /    Educação   /    Professores   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar