Internacional

CATALUNHA GREVE GERAL

[AO VIVO] Greve Geral 3-O: massivas mobilizações em toda a Catalunha

Desde as 00:00 horas desta terça-feira começou a greve geral convocada por numerosos sindicatos e organizações sociais. É esperada uma jornada com grandes manifestações.

terça-feira 3 de outubro| Edição do dia

13.50

A greve catalã colhe solidariedade no restante do Estado Espanhol

Mobilizações em Madrid, Burgos, Zaragoza e dezenas de cidades estão planificadas durante todo o dia.

Em diferentes cidades do Estado espanhol se convocaram concentrações em apoio aos trabalhadores catalães para este 3 de Outubro. Em Madrid, diversas organizações da esquerda sindical e política convocaram hoje para as 19 horas na Porta do Sol, com três lemas: Contra a repressão, solidariedade com a greve geral na Catalunha e pelo direito de decidir.

13:34

Centenas de bombeiros marcham pela Gran Via e são ovacionados por manifestantes

Os bombeiros catalães colhem aplausos enquanto passam, acordando grandes simpatias desde que se transformaram em uma presença habitual nas mobilizações pelo direito de decidir na Catalunha. Durante a jornada de luta e resistência no 1º de Outubro, os bombeiros se ofereceram como “escudos humanos” e “cordões de segurança” em numerosos colégios, contra a ação policial, e para proteger a população. Assim ganharam o título de “heróis da classe operária”.

13.25

Mega manifestação na Plaza Universitat de Barcelona

Agora mesmo uma imensa multidão de pessoas ocupa a Plaza Universitat de Barcelona.

12.59

A manifestação de unidade em Barcelona será as 18 horas nos Jardinets de Gracia

Os sindicatos que convocaram a Greve Geral na Catalunha remarcam que a manifestação de unidade é as 18 horas nos Jardinets de Gracia.

12:46

Um canto massivo na Catalunha: “Não é uma paralisação cívica, é uma greve geral”

“Não é uma paralisação cívica e vocês sabem, é uma greve geral e vocês sabem disso” cantam milhares de manifestantes em várias cidades catalãs, contra a tentativa de amansar a greve.

12:39

Os estivadores paralisam os postos de Barcelona e Tarragona

Os estivadores da Barcelo, reunidos em assembleia, decidiram por unanimidade ser parte da greve geral do 3-O. Nestes momentos os postos de Barcelona e Tarragora tem suas atividades paralisadas, tanto marítimas, quanto terrestres.

No Porto de Barcelona se prestam unicamente os serviços para passagem, segundo fontes dos portos, já que estão atracados dois cruzeiros nas instalações, e também para manipular mercadorias específicas, como produtos perecíveis.

A mesma situação é vivida em Porto de Tarragona, onde também se estão prestando os serviços mínimos de passagem, controles de segurança e mercadorias perigosas.

12.18

Diretamente da manifestação em Barcelona

Milhares de manifestamente continuam agora sua manifestação em direção à Plaza Universitat, saindo da chefia da Polícia onde se manifestou o repúdio à repressão do 1-O. É esperada a chegada de milhares de estudantes.

12:05

Milhares se mobilizam em direção à praça Universitat em Barcelona

Os milhares concentrados na Vía Laietana se mobilizam em direção À Plaza Universitat, onde as organizações sindicais que convocaram a greve chamaram para realizar uma grande concentração. Estão descendo também os comitês de greve dos bairros. Os piquetes que foram feitos em diferentes pontos da cidade se concentrarão ali.

Grande moblização em Mataró

As pessoas cantam "Li diuen aturada i no és, li diuen aturada i no és, és vaga general, és vaga general, li diuen aturada i no és"

As pessoas cantam: "Chamam isso de paralisação cívica e não é, chamam de paralisação cívica e não é… É greve geral, é greve geral… Chamam de paralisação cívica e não é!”

11.24

Milhares e milhares de pessoas continuam chegando à Sede Superior da Polícia em Barcelona

Protestam contra a presença da polícia nacional e a guarda civil na Catalunha.
Podem-se escutar canções como “As ruas sempre serão nossas”, “Fora as forças de ocupação” e “Não se bate nos nossos avós”

La Via Laietana está abarrotada da praça da Catedral até a praça de Urquinaona e não param de chegar mais pessoas.

Simultaneamente se estão realizando concentrações em todos os colégios onde existiu repressão no 1-O e uma manifestação em frente à sede do Partido Popular da Catalunya em Barcelona.

11.06

Manifestação em frente à Sede Superior da Polícia em Barcelona

Milhares de manifestantes se encontram agora em frente à Sede Superior da Polícia em Barcelona, na via Laietana.

Se canta "Els carrers seran sempre nostres" (As ruas sempre serão nossas). Milhares de policiais e guardas civis que participaram da brutal repressão durante a jornada do domingo, 1º de outubro, continuam espalhados pela Catalunha.

10.52

"Assassinos” é o que a população canta aos policiais nacionais e aos guardas civis em Barcelona

10:47

Fechado o túnel da Rovira (bairro de El Carmel)

10:40

Concentração de várias centenas de pessoas em frente à sede do PP em Barcelona

10.24

Os estudantes fecham a Diagonal Diagonal de Barcelona

10:00

Primeiras horas de mfestações

9:00

47 fechamentos de rodovias

Segundo o Serviço Catalão de Trânsito, aconteciam nesta hora 47 fechamentos por manifestações, que provocavam retenções de trânsico na A2, A7, AP7, B-10, B-23, B-30, C15, C-16, C-16c, C-17, C25, C252, C-28, C31, C-32, C-37, C-55, C-58, C-63, C-65, C-66, N-145, N-240, N-260, N-340, N-420, N-II, y T1. Com retenções de automóveis que em alguns casos alcançavam 7 km ou até mesmo 10,5 km.
La B-30 está cortada a la altura de Girona, la AP-7 en varios puntos de Barcelona, y también se registran cortes en Terragona.

8:00

Escolas fechadas em toda a Catalunha no começom da greve geral
A greve geral na Catalunha começou com alta participação. As escolas amanheceram completamente fechadas. Em muitas se haviam realizado assembleias no dia anterior, mas pela tarde chegou a notificação de fechamento administrativo por ordem do Govern de la Generalitat (Governo da Catalunha).

O governo abaixou os serviços mínimos em alguns casos para promover a “paralisação cívica” como eles a chamam.

Por sua vez, o metrô permanecerá paralisado das 9:30 até as 5:00 horas.

0:00

Nesta terça-feira, a Catalunha viverá uma greve geral com impacto em setores importantes

Na última quinta-feira as centrais da esquerda sindical catalã -CGT, IAC, COS y CoBas- convocaram uma greve geral para esta terça-feira, 3 de Outubro, contra a onda repressiva desatada para impedir o referendo do 10O e por uma agenda de reivindicações sociais pelas quais estes se propõe a lutar nos marcos do processo constituinte de uma república catalã que neste domingo foi apoiada por milhões.

A brutal repressão vivida durante aquela jornada forçou que as direções da CCOO e UGT na Catalunha, que junto à ANC e Omnium formam a Mesa pela Democracia, se somassem à medida para rechaçar a repressão do Estado, ainda que tentando transformá-la em uma paralisação física ou “levada” pela mão do governo catação e as pequenas e médias patronais. Na direção do processo, em colaboração com as direções burocráticas da CCOO e UGT, lhes incomoda que a classe trabalhadora possa entrar em cena com seus métodos de luta e sobretudo com sua própria agenda.

Mas setores de trabalhadores, vizinhos e coletivos do movimento estudantil colocaram a greve nas suas próprias mãos com fechamentos de rodovia e mobilizações durante todo o dia.

0:30

Desde aa CRT (Corriente Revolucionaria de Trabajadores y Trabajadoras) chamamos a “aprofundar a organização e luta dos trabalhadores.” “A greve geral do 3-O é uma grande oportunidade. Devemos fortalecer e massificar os comitês de greve dos bairros e povoados, estender a autoorganização aos locais de trabalho e estudo, por meio de assembleias, paralisações e outras medidas de luta e prolongar a greve para além da terça-feira em todos os locais de trabalho onde for possível.”




Tópicos relacionados

Referendo na Catalunha   /    Catalunha   /    Internacional

Comentários

Comentar