Internacional

GUERNICA E A LUTA POR MORADIA

Argentina: Governo de Buenos Aires reprime 1400 famílias da Ocupação Guernica

Milhares de policiais chegaram de diferentes partes do estado de Buenos Aires e começaram a rodear o terreno de madrugada. As famílias resistem à repressão de Kicillof, governador e de Berni, Ministro de Segurança do estado de Buenos Aires, que está comandando a operação, que já tem dezenas de feridos e detidos. A solidariedade de organizações políticas, estudantis e de direitos humanos já se faz sentir com manifestações em todo o estado.

quinta-feira 29 de outubro| Edição do dia

Colunas policiais começaram a chegar as 4 da madrugada desta quinta-feira no terreno da Ocupação Guernica, de diferentes centros da Polícia de Buenos Aires.
As 5 da manhã, a zona foi rodeada por milhares de policiais, que também bloquearam os acessos à zona.

As 6 da manhã começou a repressão aberta, com gás lacrimogêneo e uma forte ofensiva da Polícia de Buenos Aires.

O operativo é comandado pelo ministro de segurança, Sergio Berni. Seus responsáveis políticos, o governador Axel Kicillof e Andrés Larroque, encerraram ontem unilateralmente as negociações com os representantes dos moradores e avançaram com a operação repressiva frente à reivindicação por terra de 1400 famílias.

Há 100 dias, estas famílias estão no terreno com a reivindicação: “terra para viver”. Um censo organizado por organismos de Direitos Humanos como o CELS e o Serpaj, haviam confirmado que são 1400 famílias que pedem por soluções para a falta de moradia.

No terreno estão milhares de mulheres e crianças.

A solidariedade pedida pelos moradores foi atendida por algumas entidades estudantis, como o Centro Acadêmico de Filosofia e Letras (UBA), Ciências Sociais (UBA), assim como delegações estudantis de diferentes faculdades de Buenos Aires e da região metropolitana, assim como estudantes secundaristas.

Já estão sendo feitos diferentes manifestações e fechamentos de rodovias em diferentes ponto do estado em solidariedade à Ocupação de Guernica, como no Obelisco e em La Plata.

[Em desenvolvimento]




Tópicos relacionados

Guernica   /    Internacional

Comentários

Comentar