Mundo Operário

REPRESSÃO CONTRA TRABALHADORES EM MG

ACC não paga salários e manda prender trabalhadores do Call Center em greve em BH

quinta-feira 14 de dezembro de 2017| Edição do dia

Trabalhadores da empresa de call center Ação Contact Center (ACC) anunciou, em 05/12, que não pagará o salário de mais de 1500 trabalhadores no mês de dezembro. Os trabalhadores do call center então organizaram uma assembléia em frente a empresa após duas paralisações contra mais essa injustiça da empresa. E a resposta da empresa ACC foi chamar a PM para reprimir, agredir e prender trabalhadores. Agora são ao menos 4 trabalhadores presos, incluindo militantes do PSOL.

Essa ação é mais um resultado da super exploração nas empresas de Call Center que sistematicamente atrasam PL e passagens dos trabalhadores, e agora o salário, até no final de ano nas vésperas das festas de natal.

Exigimos a liberdade imediata dos presos e o pagamento já do salário que a empresa deve aos 1500 trabalhadores.

*

Reproduzimos a seguir a nota do PSOL de Minas Gerais em apoio a essa mobilização dos trabalhadores:

Todo apoio a luta dos trabalhadores da ação Contact Center!

Os trabalhadores da Ação Contact Center paralisaram o atendimento da empresa nos dias 7 e 11/12 em resposta ao atraso de salário do mês de dezembro.

A indignação dos trabalhadores vem desde o comunicado informal feito pela empresa no dia 05/12 (um dia antes do pagamento) de que ela não teria dinheiro para realizar o pagamento dos mais de 1500 trabalhadores da empresa, no mesmo dia houve mobilizações parciais com trabalhadores abandonando seus postos de trabalho.

Porém no dia 7 foi que houve uma intensa mobilização na empresa fazendo com que fosse paralisado por uma hora o atendimento, no dia 11, os trabalhadores desceram e não voltaram mais, ficaram na porta da empresa, confeccionando cartazes, denunciando a postura da empresa e dizendo que se a Ação não pagar, o atendimento vai parar.

Sabemos que assim como o governo Temer/Maia (PMDB/DEM) que aprovou a reforma trabalhista e quer votar a Reforma da Previdência, atacando ainda mais os direitos dos trabalhadores, a empresa Ação segue a cartilha dos governos e quer passar a conta da crise para os trabalhadores.

No dia 13/12 está marcada mais uma paralisação e assembleia para deflagração de greve dos trabalhadores que seguem em luta por salário!

Nós do PSOL, apoiamos todas as lutas dos trabalhadores e sabemos que somente com a luta é possível derrotar os ataques, os arrochos e a falta de pagamento de salários das empresas como a Ação!

Todo apoio aos lutadores e lutadoras da empresa Ação!




Tópicos relacionados

Minas Gerais   /    precarização   /    Trabalho Precário   /    Repressão   /    Violência Policial   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar