Mundo Operário

ABC PAULISTA PELA GREVE GERAL

ABC na campanha pela Greve Geral Já e pelo direito do povo decidir em quem votar

quinta-feira 8 de fevereiro| Edição do dia

Essa semana na região do ABC foi dado o ponta pé na campanha: "Greve geral já! contra a reforma trabalhista e pelo direito do povo decidir em quem votar". A Professora Maíra Machado, junto a vários estudantes e trabalhadores da região, também realizaram no domingo o pré-lançamento da Casa Marx ABC para debater a campanha e pensar como mobilizar a região do ABC, desta planaria foi tirado um calendário de lutas para divulgação da campanha.

Ao longo da semana aconteceram panfletagens para dialogar no um a um com a população sobre a necessidade de se organizar nos locais de trabalho e estudo contra a reforma a reforma trabalhista e também reivindicando o direito democrático de decidir em quem votar, segunda feira (05) foi feita uma panfletagem na FAPSS (faculdade Paulista de Serviço Social), na Atento Brasil e na fábrica da Vigor em São Caetano do Sul.

Na terça feira foi a vez dos professores e estudantes secundaristas levarem o material da campanha para suas escolas e debater com a categoria, refletindo como a educação deve ser parte de se enfrentar com as reformas. A educação está cada vez mais precária, com falta de investimento, fechamento de sala, falta de contratação de profissionais da educação, falta de estrutura, os professores recebem mal, dão aulas com muitos alunos por sala e com a reforma temos que lutar juntos para não trabalhar até morrer e defender a educação.

Ontem, quarta-feira foi feita a panfletagem com agitação em frente a escola Américo brasiliense no centro de Santo André, onde após a entrada dos alunos e professores, a panfletagem continuou em frente à estação de trem. O objetivo era fazer o diálogo com a população na volta do trabalho, muitos trabalhadores acenavam positivamente com a cabeça ao pegar o panfleto, muitos diziam que era realmente necessário lutar contra a reforma e se colocavam contra o governo que quer atacar cada vez mais a classe trabalhadora.

E nesta madrugada foi a vez dos operários da BRIGESTONE a ter acesso a campanha, dialogando sobre a necessidade de paralisar a produção nas industrias, construindo uma grande greve geral, contra a reforma trabalhista, mas também contra os ataques do governo golpista de Temer.



Falamos essa manhã com a professora Maira que nos disse: "Pra gente é fundamental fazer esse diálogo com os trabalhadores da região e também estamos fazendo uma exigência a CUT e a CTB que rompam com a paralisia e organizem assembleias de base, onde os trabalhadores tenham voz e assim possam pensar desde as bases do chão de fábrica e das categorias como construir uma efetiva greve geral, contra a reforma trabalhista em defesa dos nossos direitos.".

"As panfletagens são parte de colocar uma alternativa pra classe trabalhadora e a juventude, não podemos ficar calados quando 3 juízes eleitos por ninguém atacam nossos direitos e nos impedem inclusive de votar em quem a gente quiser. Vamos participar sábado de um bloco de carnaval aqui da região e queremos convidar todos a se incorporar ao "Ato bloco dos não aposentáveis" com a gente e se incorporar a nossa campanha em defesa de nossos direitos."




Tópicos relacionados

Reforma da Previdência   /    Greve   /    ABC paulista   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar