Internacional

ARGENTINA

A esquerda argentina realizará em um estádio seu ato mais importante dos últimos 30 anos

Será no sábado, 19, no estádio de Atlanta. Espera-se que 20.000 trabalhadores, mulheres e jovens participem do ato que encerrará com Nicolás del Caño, ex-candidato a presidente pela FIT.

sexta-feira 18 de novembro| Edição do dia

A Frente de Esquerda dos Trabalhadores (FIT) está com tudo pronto para a ato que será realizado no próximo 19 de Novembro, às 15:30h, no estádio de futebol do Clube Atlanta localizado na Cidade de Buenos Aires.

O FIT é composta pelo Partido Socialista dos Trabalhadores (PTS), o Partido dos Trabalhadores (PO) e a Esquerda Socialista (IS). Ela conta com quatro deputados nacionais e dezenas de deputados provinciais e legisladores locais. Tem influência em centenas de fábricas, e está presente nos principais sindicatos e comissões internas do país, entre eles os de gráficos, alimentos, ceramistas, pneus, automotivos, autopeças, professores, servidores públicos, hospitais, metrôs, trens, aviões, ônibus, bancos, entre outros. Ele também dirige centros acadêmicos de estudantes em dezenas de universidades nacionais, ensino médio e secundaristas. Por isso ela tem uma forte presença no movimento de mulheres, que vem protagonizando uma das maiores manifestações contra o feminicídio, sob a consigna de #NiUnaMenos.

Este será o ato político mais importante da esquerda nos últimos anos, garantiu Nicolas del Caño do PTS, ex-candidato a presidente da Frente de Esquerda nas eleições argentinas de 2015, que será o responsável pela fala de encerramento do evento.

Del Caño disse que Atlanta "será o ato político mais importante da esquerda dos últimos trinta anos. Pode tornar-se uma importante demonstração de força, expressando a raiva e o descontentamento de milhões perante o avanço do ajuste macrista e dos governadores peronistas, da frieza da oposição e do kirchnerismo conciliador. Porque a Frente de Esquerda está se tornando cada vez mais uma alternativa para aqueles que enfrentam o pacto desmobilizador dos sindicatos vendidos, das mulheres que tomam as ruas pelo “Ni uma menos”, dos estudantes que enfrentam os ajustes. Em Atlanta seremos aqueles que defendem que os deputados e funcionários ganhem como os trabalhadores e que rejeitam os ditames vergonhosos da casta de políticos e partidos tradicionais". Em referência ao PTS-FIT destacou que "a vitória de Donald Trump nos Estados Unidos reforça a necessidade de fortalecer a esquerda que luta por um governo dos trabalhadores e do povo em todo o mundo, da ruptura com capitalismo que só tem oferecido guerras, racismo, xenofobia e misoginia".

O ato contará com a presença de deputados e legisladores da Frente de Esquerda de todo o país. Um desses representantes é a deputada nacional Myriam Bregman, do PTS, que também discursará. Sobre o objetivo do evento, Bregman disse que "nós queremos mostrar a força que a esquerda tem para lutar seriamente contra esses ajustes e os que virão, para organizar e construir uma organização que tenha o objetivo estratégico de acabar com uma sociedade onde 40% do país vive com salários abaixo de $6.000 pesos (abaixo do salário mínimo que é de $8.060 pesos), onde as mulheres são submetidas à violência machista morrendo pelo feminicídio e pelos abortos clandestinos, e onde os jovens não têm futuro porque os níveis de desemprego que sofrem são o dobro do resto do classe trabalhadora".

O ato não só mostrará a capacidade de mobilização da esquerda argentina, mas também a influência conquistada em importantes fábricas, locais de trabalho, universidades e no movimento pelos direitos das mulheres e da juventude.

Junto a Nicolas Del Caño, que irá fechar o evento, falarão também a deputada nacional Myriam Bregman, o dirigente do sincidato dos trabalhadores do metrô de Buenos Aires Claudio Dellecarbonara e os líderes do Partido Obrero e da Esquerda Socialista como Ruben "Pollo" Sobrero e Néstor Pitrola. O encontro será no estádio de Atlanta (Humboldt 374) às 15:30h. O acesso será pela rua Murillo.

Tradução: Douglas Martins




Tópicos relacionados

PTS   /    Nicolás del Caño    /    Argentina   /    Myriam Bregman   /    Internacionalismo   /    Frente de Esquerda e dos Trabalhadores (FIT)   /    Internacional

Comentários

Comentar