BOLSA FAMILIA

A demagogia de Temer com aumento do Bolsa Familia enquanto a fome e a miséria só crescem

Segundo assessores presidenciais no dia 01 de Maio Temer anunciará o aumento do Bolsa Família, com um valor que de acordo com ele não prejudique o controle das contas públicas.

sexta-feira 27 de abril| Edição do dia

A pasta do Desenvolvimento Social chegou a apresentar propostas de aumento de até 12% e a depender do caso um valor extra para que as famílias de baixa-renda conseguissem comprar gás de cozinha – ano passado o botijão de gás chegou a custar R$ 66,53, alta de 16,39% em relação a 2016 – porém a equipe econômica de Temer já disse que provavelmente o reajuste seja o da inflação acumulada no período, podendo o aumento do auxílio ficar um pouco acima de 3%.

Não bastasse a pasta de desenvolvimento achar suficiente as famílias mais pobres conseguirem comprar um botijão de gás, valor ínfimo se formos contrapor ao auxílio-moradia dos deputados que pode chegar até R$4.000,00, a equipe de Temer discorda, diz que é provável que ocorra um aumento de apenas 3% por conta do pequeno ´´espaço fiscal´´. Temer respondeu ás propostas citadas dizendo para que seja avaliado o maior percentual que seja possível para que não prejudique o controle das contas públicas. Nisso vemos a quem está a serviço o governo Temer, e não é aos trabalhadores e a população pobre, mas aos grandes empresários, enquanto que a população tem dificuldades para comprar um gás de cozinha.

Temer, mesmo após não ter tido força para passar a Reforma da Previdência, um dos seus principais objetivos, segue na política de aliança com os grandes empresários, com o intuito de passar o máximo de ataques que conseguir contra os trabalhadores. Somente com a mobilização e organização é que conseguiremos barrar todos os ataques nesse período de aprofundamento do golpe e fazer retroceder os ataques já passados como a Reforma Trabalhista.




Tópicos relacionados

Governo Temer   /    Michel Temer   /    Desemprego

Comentários

Comentar