Juventude

REFORMA

A Reforma da Previdência e os Impactos Imediatos na Juventude

Ao contrário do que muitos acreditam, a reforma da previdência que propõe idade mínima de 65 anos de idade para aposentadoria, com 49 anos de contribuição para benefício de 100%, assim que aprovada, já começa a afetar principalmente a juventude trabalhadora.

Sagui

Estudante Secundarista de Campinas

terça-feira 21 de março| Edição do dia

FOTO: http://www.revistaforum.com.br/2017/03/15/quer-que-desenhe-a-reforma-da-previdencia-em-charges/

Colocado que os trabalhadores passaram mais tempo em seus postos de trabalho, a juventude que vira a começar a trabalhar encontrará com maior frequência as vagas preenchidas por trabalhadores com maior experiência, já exaustos, esperando cada minuto para poder se aposentar. Isso significa que o número de postos de trabalho por pessoa, sera ainda mais concorrido, levando a uma maior taxa de desemprego, que segundo o G1 ”no 4º trimestre de 2016, o Brasil já apresentava 12,3 milhões de desempregados, sendo o maior índice desde 2012”.

Agora levando em consideração as regras de transição, as mulheres com mais de 45 anos e os homens com mais de 50 anos passaram a se aposentar com 50% a mais do tempo que faltava para se aposentar. Já para TODAS as mulheres com 45 ou menos e TODOS os homens com 50 ou menos (exceto para os policiais e bombeiros militares, que terão lei privilegiada), a nova Reforma se qualificará para no mínimo 65 anos unissex, sendo um absurdo se compararmos que as mulheres têm dupla jornada de trabalho, e que suas vidas serão ainda mais exaustivas. Logo, as pessoas abaixo da idade de transição terão sua aposentadoria apenas daqui 15 ou 20 anos, o que significa que provavelmente viveremos um período que nenhuma ou poucas pessoas se aposentaram no Brasil.

Além do que, com o aumento progressivo de mais pessoas em busca de trabalho, influência como fator real para contenção de salários e maiores trabalhos precários, já que o risco de desemprego é uma forte arma de intimidação dos patrões contra os trabalhadores.

A partir dos pontos apresentados acima, a Reforma da Previdência proposta por Temer, golpistas, e até anteriormente com algumas diferenças pelo PT, não apenas irá interferir para juventude daqui as 40 ou 50 anos, mas sim, no presente com desemprego, baixos salários e trabalhos ainda mais precários, onde o futuro, se não interferido com um plano de lutas entre a juventude e os trabalhadores, só tende a nos dar índices mais agudos de pobreza e desânimo. Enquanto para Temer, aposentado aos 55 anos pelo governo do Estado de São Paulo, pelo qual recebe salário bruto mensal de R$ 30 mil.




Tópicos relacionados

Reforma da Previdência   /    Juventude

Comentários

Comentar