Internacional

ARGENTINA

A “Marcha Federal” chega à Praça de Maio

De diferentes ruas, as colunas de organizações sindicais e políticas se aproximam da praça onde Hugo Yasky e Pablo Micheli fecharam a jornada convocada pelas duas CTA e empresários.

sexta-feira 2 de setembro| Edição do dia

A CTA Capital ingressou pela Diagonal Norte, com dirigentes como Roberto Pianelli do Metrô, o ex-ministro do trabalho kirchnerista Carlos Tomada, dirigentes da Conadu (docentes universitários) e da ATE nacional. Por sua vez acompanharam as organizações juvenis do espaço kirchnerista como La Cámpora, Novo Encontro e outras.

Pela Avenida de Maio ingressou a CTA autônoma encabeçada por dirigentes como Pablo Micheli, da ATE de distintas seções, de professores da Cidade de Buenos Aires. Junto a Micheli estavam Carlos Chile, Jorge Cardelli.

Fizeram-se presentes algumas delegações da CGT, especialmebte o setor conduzido por Pablo e Facundo Moyano. Trata-se dos sindicatos de caminhoneiros, Peaje, Canillitas, Dragado e Comércio da Capital Federal, que em seu conjunto conformaram uma coluna com cerca de mil pessoas.

Além de outras organizações nucleadas nas duas CTA, marcharam desde a periferia de Buenos Aires com bandeiras e tambores, colunas referenciadas com prefeitos kirchneristas como Jorge Ferraresi de Avellaneda.

Fotos: Enfoque Rojo




Tópicos relacionados

Mauricio Macri   /    Internacional

Comentários

Comentar