RESPOSTA AO JORNAL O GLOBO

A GLOBO não esta preocupada com a nossa educação

Os alunos ocuparam as escolas em um momento no qual era necessário lutar contra o projeto disfarçado de crise que o governo vem aplicando na educação pública. Ocupamos centenas de escolas em apoio a greve dos professores - que durou quase 5 meses - em apoio às terceirizadas (limpeza, cozinha, porteria) que foram demitidas sem previsão para contratar outras pessoas e para ter melhores qualidades de ensino (material escolar, livros, uniforme, salas de boas condições, computadores, internet, salas de aula climatizadas).

sexta-feira 19 de agosto| Edição do dia

Sabendo disso queremos responder a matéria realizada pelo Jornal O O Globo, mídia essa que não se importou nem um pouco com a luta dos estudantes no começo do ano, pelo contrário, que nunca retrata as condições de precarização das escolas, em todos estes meses só atacou o movimento dos alunos e professores.

Logo após o fim da greve, os professores foram obrigados a repor as aulas no período em que seriam o recesso, e durante os dias das Olimpíadas, estudantes de colégios ocupados estão tendo que assistir aula. Claramente uma forma de punir alunos e professores que lutam pela educação pública de qualidade.

E ainda dizem que por causa disso, secundaristas estão perdendo a "grande oportunidade" de assistir as Olimpíadas. Quando a grande maioria não tem acesso aos jogos Olímpicos.

Quase que nenhuma pauta dos estudantes foram atendidas. Estamos sem merenda e sem porteiro. A maior parte dos colégios nem quadra de esportes e lazer tem. É muita ironia e cinismo desse jornalismo da globo enaltecer que não podemos aproveitar os jogos e o momento para conhecer novas culturas por causa da greve e ocupação, na real os alunos já não podem aproveitar nada disso ha muito tempo. A cidade maravilhosa não é para a gente.

A juventude que ocupou as escolas em defesa educação sabe qual o legado dos jogos olímpicos para a cidade, mais repressão, remoções, cortes na saúde e na educação e mais crise nas nossas costas.




Tópicos relacionados

Secundaristas   /    Estudantes Rio de Janeiro   /    Rio de Janeiro

Comentários

Comentar